O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(15) Orcs [poesia]

Publicado por The Gunslinger

– que publicou 1572 textos no ONE.

Ocupação: Analista de Sistemas de Colaboração, Escritor, Blogueiro.

Grupo a que é filiado: O Nerd Escritor, Blog do Gunslinger.

Base de operações: Corupá, SC – Brasil.

Interesses: Literatura, Cervejeiro, Internet, Teoria Computacional da Mente, Tiro com Arco e Futebol Americano.

Autor(es) Influênte(s): Stephen King, Bernard Cornwell, J.R.R. Tolkien, Neil Gaiman, Patrick Rothfuss, Paulo Coelho.

Livros que recomendo: A Torre Negra (Stephen King), Crônicas Saxônicas (Bernad Cornwell), Crônica do Matador do Rei (Patrick Rothfuss), O Silmarillion (J.R.R. Tolkien), Lugar Nenhum (Neil Gaiman), O Diário de um Mago (Paulo Coelho).

>> Confira outros textos de The Gunslinger

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Feb
11
2009

Os Republicanos – Piloto

Hoje vou iniciar um conto, que como A Fantástica Vida de Albert, não vai ter previsão para acabar. Este conto trata das histórias de uma República Nerd, que existiu em uma cidade que não posso dizer o nome, e com pessoas reais que também não posso dizer o nome. Por isso todos os nomes citados abaixo são fictícios.

Escritor: J. G. Valério

os-republicanos-piloto

Em um país qualquer, de uma região qualquer, de uma cidade qualquer, de uma empresa de informática qualquer, um grupo de pessoas trabalhava arduamente, para atender problemas de outras pessoas, que pediam ajuda em como poderiam trabalhar com seus computadores de mão, sendo que o máximo de capacidade mental que tinham era saber escrever em blocos de papel.

O trabalho era difícil, estressante e exigia muita, mas muita… paciência.

– Puta que pariu! Alguém vem atender os telefonemas, por que se eu precisar ensinar mais um usuário burro a usar a merda do ctrl+c e ctrl+v do teclado, irei me dirigir a essas antas da maneira que elas merecem!

No outro lado da sala, André, que despertado da sua imensa concentração, no que fosse que estava fazendo, levanta a cabeça, esfrega as mãos nos olhos e enquanto solta um bocejo tenta acalmar seu colega de trabalho.
– Calma Jaime. Eles não tem culpa se a empresa que trabalham resolveu tirar o papel e a caneta deles, para evoluir e usar algo que pode diminuir o tempo de registro de uma compra em proporções exponenciais. Se acalma ai.

– Estou me acalmando… estou me acalmando! – Jaime parecia frustrado e tinha a razão de estar, trabalhar com os ditos usuários de computador, era uma tarefa árdua. André, tenta distrair seu colega estressado e começa a puxar conversa.

– Ei Jaime, você me disse que mora sózinho, certo?
– Sim.
– Pois então, o Roger ali da área de desenvolvimento, esta procurando alguém para dividir o aluguel do apartamento onde ele mora. É uma espécie de república, eles moram em três pessoas la e agora estão procurando mais uma. Você não esta afim de ir morar la? É uma boa para economizar um dinheiro.
– Ei, a proposta é tentadora. Mas não sei, eu não conheço o Roger e nem quem mora com ele, vai que são uns maluqueiros, que vivem fazendo festa. Morar sozinho é bom que tem a tranquilidade.
– Eu conheço o Roger e o pessoal que mora com ele e desde que o Roger não beba, a sua agressividade é contida. E o pessoal la são legais, um estuda engenharia de telecomunicações o outro ciências da computação e o Roger também faz computação. A e você disse que gosta de inteligência artificial, o Roger também gosta disso ai, vocês podem até trocar umas idéias.
– Bom, vou pensar sobre o assunto. Falo com o Roger mais tarde. Valeu pela dica André!

E como sempre acontecia quando os dois colegas resolviam conversar, eles foram interrompidos por alguém irritante.

– Ei, posso saber o que os dois ai estão fazendo? Ãh? Jaime esta fazendo aqueles casos de teste que eu te pedi? E André, ja instalou o software na máquina do representante? Vamos, vamos. Menos conversa e mais trabalho.

Jaime e André se olharam, e apenas fizeram um sinal de negação com a cabeça. André respondeu com certa ironia.
– Desculpe Renata, ainda não evolui o suficiente para poder conversar ao mesmo tempo que trabalho, talvez na próxima geração, meus filhos ou netos, eles consigam efetuar ambas tarefas simultaneamente.

Por fim ambos voltaram a trabalhar e o dia chegou ao fim. Na saida do trabalho Jaime esperou por Roger e ambos foram caminhando enquanto conversavam.

– E ai Roger. O André me falou que você esta procurando mais uma pessoa para dividir o aluguel.
– Yep! Isso mesmo, eu e os malucos la da republica estamos procurando mais uma pessoa. Éramos em quatro ja, mas um abandonou o apartamento e agora estamos procurando mais uma alma.
– Interessante, quanto é o aluguel la?
– Olha eu acho que uns 150, varia muito de mês para mês, de acordo com a conta de luz.
– Legal! Eu posso ir la dar uma olhada?
– Claro que pode.
– Posso ir hoje? – neste momento Roger demorou para responder, e com um certo receio e gaguejando um pouco falou.
– Ho-je, bem hoje não vai dar. É que… o .. pessoal não vai estar la. E.. e eu gostaria que você conhecesse todo mundo, é. Mas podemos marcar isso para amanhã. – Jaime que não estranhou a mudança brusca na maneira que Roger falava, apenas concordou.
– Ok! Amanhã esta perfeito. Então a gente se fala amanhã no trabalho, eu vou apressar um pouco o passo pois tenho algumas coisas para fazer. Até!

Jaime saiu andando em passos largos e acelerados, não demorou muito ele ja estava virando a esquina bem a frente de Roger.

– Caramba… Passo Temporal! – Roger solta uma risada e continua andando calmamente em direção da sua republica, ele tinha que avisar seus colegas que no outro dia viria alguém para ver o apartamento e preparativos deveriam ser feitos.

No Comments»

RSS feed for comments on this post.TrackBack URL


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério