O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(2) Moby [agenda]
(3) Prova [agenda]
(13) Burqa [poesia]
(11) Ursos [poesia]
(14) 100 [conto]

Publicado por ONEbot

– que publicou 282 textos no ONE.

Oi!

Sou o ONEbot. Se esse texto esta em meu nome, provavelmente ele foi publicado no ONE nos primórdios de sua existência.

O autor real do texto deve aparecer junto ao corpo dele, logo no incio.

>> Confira outros textos de ONEbot

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

May
25
2009

Tentação ou maldição?

Escritora: Laize Kasmirski

tentacao-ou-maldicao

– Oh meu caro amigo, como pudestes fazer isso a mim? O que te fiz nestes últimos tempos para ser tão ingrato às minhas palavras?

O senhor continuou sentado na grama de pernas cruzadas e com o rosto entre as mãos. Uma única lágrima começou a deslizar entre seu rosto que já não era mais macio e sedoso como foi um dia. Este senhor que um dia foi jovem, um rapaz de boa pinta, bonito, conquistador e muito simpático, estava agora a lamentar seu desapontamento com seu amigo de infância. Viviam sempre juntos a brincar, a pescar, correr entre os campos e apostar quem flertaria a primeira garota que vissem na próxima esquina.

– Como que uma pessoa que carrega dentro dela tantas lembranças poderia agir assim desta forma?

Jogou-se para trás e deitou na grama, olhando e decifrando os formatos que as nuvens estavam fazendo.

– Será que existe algo além de nós que pudesse dar uma explicação a tudo isso?

– Por que uma vida assim tão injusta?

Colocou uma toalha em frente aos olhos e começou a recordar…

Eram garotos que buscavam a felicidade da vida em pequenos momentos. Estavam sempre juntos imaginando o futuro que os aguardava. Porém um dia se apaixonaram pela mesma garota. Era absolutamente impossível não gostar daquela moça, ela era incrível. Tinha um sorriso doce como o mel apanhado das abelhas. Um olhar gracioso que flertava os rapazes sem ao menos olhá-los. Mas o que mais fascinava a todos, era a maneira como gesticulava com seu corpo e suas mãos. Parecia uma bailarina em câmeras lentas, dançando uma suave música romântica o que fazia com que todos imaginassem como seria estar ali, abraçados com ela, sentindo seu aroma especial.

Lembro do dia em que pela primeira vez a cumprimentei e sentei-me a seu lado. No mesmo instante ela se virou e lançou um olhar fulminante. Estremeci-me completamente, não sabia distinguir se era um acontecimento bom ou péssimo. Ela ficou bem próxima a mim, segurou minha mão por segundos e levou-a em sua boca, quase derreti de tanto que suei. Logo, ela curva seu corpo inteiro perante o meu e sussurrou alguma coisa em meu ouvido que até hoje não soube identificar o que era. Eu já estava perdendo o controle e até minha visão estava ficando embaralhada. Não pude conter e passei a mão entre seus longos cabelos dourados que lhe pertenciam. Eram tão sedosos, fiquei imaginando como era possível existir alguém assim, tão perfeita. Logo, percebi que estava sendo induzido e senti um grande remorso. Ela me abraçou e senti seu calor transpassando entre os poros, alguma coisa não estava certa. Segurei seu braço e tentei afasta-la e ela puxou-me novamente junto de si. Comecei a ficar com receio, minhas mãos começaram a suar frio e quando ela tentou me beijar, pressenti que era maligna. Com meu desespero consegui me desgarrar a tudo e sair correndo. Cheguei perto do meu amigo comentei tudo que aconteceu e finalizei com uma frase:

– É uma armadilha de satanás.

Após este dia ele nunca mais nem sequer olhou para mim.


Categorias: Contos | Tags: , ,

45 Comments»

  • Ta, mas e ai?

    Perder uma amizade de infância.. whatever!
    Quero saber se um deles pegou a menina?!
    😀

  • Vitor Vitali says:

    Well, eu não sabia se ria ou se ficava triste com esse final, mas acabei rindo mesmo. E por algum motivo a história me lembrou Werther de Goethe, mas não tenho idéia do porque.

  • Aaa, mas eu achei legal o conto. =)

  • Laka says:

    Ohhh, li este livro do Goethe, grande livro.. Mas não sei o que há de incomum…

  • Laka says:

    Háá mas o final eu quis que ficasse assim, meio suspense de “cômico” hehehe. =D

  • E.U Atmard says:

    muito bom, gostei mesmo. á estava com saudades dos contos da Laize, ao menos quebra um pouco o terror dos outros todos…

  • Quebra o clima de morte e sangue que cobre este blog.
    😀

  • Laka says:

    Hehehe Thanks Atmard ^^

  • Emy says:

    Obrigada, adorei teu blog também =DDD

    Aquela série de posts que fiz tem macetes para a montagem… e fotos!

    Mas os outros não, são só as imagens. Mas grande parte dos links que passo vem com as instruções junto…

  • Pedro Torres says:

    Os Sofrimentos do Jovem Werther é a Bíblia dos emos.
    ahahaha

    o conto ficou lgl.
    =D

  • Laka says:

    Pedro, eu discordo. Não é a bíblia dos emos rsrs.

  • JonesVG says:

    Olha Laka pode não ser a biblia, mas pelo menos deve servir como livro de cabeceira para eles he he he he he muito bom o conto, meio triste e muito alegre sei lá como definir.

  • Laka says:

    Hehehe obrigada pelo elogio.. Mas em relação ao livro: eu adorei.. será que sou emo e nao sabia? Puxa, acho que vou me matar!! huauhauhauhaahuuaha

  • ¬¬

    Só que ainda não respondeu se um deles pegou ou não a menina. =/

  • Laka says:

    Hum deixa eu pensar…bem, o final pode ser da imaginação de cada um…vai de sua criação… O que voce acha? Que alguem pegou? Ou que ela acabou usurpando um antes de chegar até lááá? Ou mesmo, que todos pegaram?

  • JonesVG says:

    Bah Guns, sabe aqueles misterios do autor que da angustia nos leitores, ou aquilo que o importante realmente não é se pegaram ou não mas sim o sentido da história sobre amizade rompida e talz, minha professora de roteiros fez um curta sobre futebol e paixão fanatica e talz, a historia era ali entre inter e gremio, o pai colorado fanaticoe o filho que descobre amar ao gremio e não sabe como falar ao pai, no fim os dois vão ao grenal juntos acabam se abraçando e o narrador falando de um penalti mas não diz pra quem foi o penalti, todos perguntam até hoje pra ela pra quem foi o penalti e ela responde exatamente o que eu disse acima, não importa pra quem foi o penalti, o que importa é a mensagem que a história de paz entre as torcidas.

    Bah que enrolaçada hauhauhauhauhauhauhaua

  • Laka says:

    Hehehehhe… viu guns.. vale o sentido da história rsrs

  • Olha.. eu não gosto de futebol… Mas se na final de um brasileiro der GRENAL… como assim não importa de quem era o penalti??

    Acho que essa professora ai gosta ainda menos de futebol que eu. 😛

  • JonesVG says:

    Cara ela é colorada fanatica!

  • Pedro Torres says:

    odeio futebol.
    24 homens correndo atras de uma bola e tentando colocar dentrode uma rede, qaul a utilidade disso? nenhuma!
    =P

  • O problema do futebol não é a parte fisica. Pois esporte é saude 😉

    O problema que o brasileiro gasta tempo demais com isso… leva muito a sério. E isso irrita.

  • Pedro Torres says:

    euprefiro ciclismo como esporte.
    eu poderei fugir dos zumbis no dia Z.
    isso sim é utilidade, oq ue os jogadores de futebolvao fazer? chutas bola nos sacos dos zumbis?
    hehehe, que piada.

  • Olha… mas é um bom pensamento este.
    É sempre bom pensar em praticar um esporte que possa ser útil quando a invasão começar.

    Por isso eu pratico Tiro com Arco. =)

  • Pedro Torres says:

    eu estou fazendo Karatê tbem, mas queropraticar Arco e Flecha, to fanatico com isso depois de ler O Arqueiro, putz,livro fuderoso, to uase terminando de ler, meu pai já comprou O Herege e meu avô comprará O Andarilho, lerei tudo!
    quero ser um arqueiro tambem ora bolas.
    o arco é muito caro?
    xD

  • Bom.. tem de vários preços.
    =)

    Eu me interessei por Tiro com Arco, ou Arquerismo, justamente por causa da série do Graal. =)

  • Vitor Vitali says:

    “Eu me interessei por Tiro com Arco, ou Arquerismo, justamente por causa da série do Graal. =)”

    Eu também.

    Imagino que depois que o cornwell lançou a série do Graal o numero de arqueiros no mundo deve ter aumentado consideravelmente. Já sobre pistoleiros, cada vez eu vejo menos.

  • Você atira com arco Vitor?

    E bem.. pistoleiro fica dificil. É proibido a venda de armas no Brasil.

  • Laka says:

    Ahá.. mas tem gente aqui que reclama de futebol.. mas começou a jogar futebol americano.. ou seja..nao somente com uma bola.. mas um monte de homens se agarrando =D

  • Mas futebol americano.. pode ser considerado coisa de nerd.. quando você imagina qu e[e um bárbaro escroto, no meio de uma batalha medieval, onde seu objetivo é exterminar seus inimigos =)

  • Vitor Vitali says:

    No futebol você pode imaginar que é um garoto de berço pobre tentando subir na vida. #preconceto

  • JonesVG says:

    Putz Tipo aqui na unisinos não se joga futebol americano, mas sim rugbi, e a Nerdalhada de jogos é a maior parte do time.

    Agora se quizerem ideias do que fazer quando a invasão começar olhem os videos abaixo:

    http://www.youtube.com/watch?v=V8lFatO5EYM

    http://www.youtube.com/watch?v=XdAz4q7sRls

  • Vejo os videos mais tarde. La de casa.

    Cara.. Rugbi é doido! =)
    Mas por aqui só futebol americano mesmo.

  • JonesVG says:

    Tipo os videos são do Rise of Dead, um game de invasão de zumbis no qual você bate neles com espadas, machados, panelas, serra eletrica, aparadores de grama, guarda-sol, joão bobo, embalagem de suco de frutas, entre muita, muitas outras coisas bizarras.

  • Laka says:

    Estou tentando fazer a conexão dos vídeos com o futebol americano =/

  • JonesVG says:

    Nada a ver com futebol americano Laka, tem a ver com a invasão de zumbis, que eles falavam antes do futebol aparecer em cena.

  • Laka says:

    Ah tá =)

    Uia meeeeeeu, agora que vi… meu sobrenome escrito errado que nem eu consigo pronunciar… arruma isso Guns, nos contos em pdf tbm tem dois… =/

  • Acho que agora acertei teu nome Laize =)

  • JonesVG says:

    Dificil de pronunciar do mesmo jeito!!

  • Laka says:

    Nem é tão difícil, tenta por partes, vai: Kas-mir-ski…
    viu simplão rsrs

  • JonesVG says:

    Caras o Nercast dia dos namorados ta cheio de nerdinhos iguais ao heroi deste conto da Laka. Muito engraçado o cast he he he he he!

  • Samila says:

    IHAuhauaHauaa
    Morri de rir com esse final XD
    que fofo o rapazinho fugindo dela… XD e ainda contando para o outro… ah!
    fofo fofo

  • Franz Lima says:

    Viajei no texto. Eu o compreendi assim: muitos anos após o aviso, o amigo que não ouviu o conselho volta para conversar. O conselheiro (o fugitivo) está velho, como que descansando em um asilo. A decepção dele se dá quando olha para seu amigo de juventude e percebe que ele não envelheceu um único dia.
    Seu grande amigo fora atacado por uma vampira. Em sua nova condição, ele ficou anos sem rever o amigo. Não por causa de raiva, mas por ter vergonha de não tê-lo ouvido.
    Caso discordem, mandem suas opiniões… Acho que minha interpretação ficou legal. 😉

    • Franz Lima says:

      Acho que não deixei bem frisado: o texto, para mim, está ótimo.

    • Andrey Ximenez says:

      Kkkk… uma boa percepção, e uma ótima Alusão, Franz.

      Mas simplesmente o kra podia estar cego de paixão e ter metido os pés pelas mãos contra o amigo.

      Ou não

      Um ótimo texto da Laize. Pena q ela ta sumida
      🙁

      • Franz Lima says:

        Concordo, Andrey. Esta é a magia da escrita. Cada olhar tem sua própria interpretação…

RSS feed for comments on this post.TrackBack URL


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério