O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(2) Moby [agenda]
(3) Prova [agenda]
(13) Burqa [poesia]
(11) Ursos [poesia]
(14) 100 [conto]

Publicado por ONEbot

– que publicou 282 textos no ONE.

Oi!

Sou o ONEbot. Se esse texto esta em meu nome, provavelmente ele foi publicado no ONE nos primórdios de sua existência.

O autor real do texto deve aparecer junto ao corpo dele, logo no incio.

>> Confira outros textos de ONEbot

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Jun
03
2009

Momentos inspiradores

Escritora: Laize Kasmirski

momentos-inspiradores

Ah, ela está vindo, que bom. Pensei que não a veria hoje novamente, são poucos os dias que pego o ônibus durante a semana e às vezes ela não vem. Hoje veste preto, tão linda. Está passando pela catraca e pagando a cobradora. Onde será que irá sentar hoje? Ao meu lado há um lugar vago, sentei propositalmente perto da porta, pois percebi em outros dias que ela costuma sentar aqui próximo. Está vindo em minha direção, uhuuul senta aqui com o papai, senta. Tá bom, papai não… nem queria ser seu pai. Ai ai, tem muitos bancos vagos hoje, a probabilidade de sentar aqui ao lado é mínima. Opa, está se aproximando, vou virar a cabeça para o livro aberto em meu colo, fazendo de conta que não estou nem aí para ela. Estou começando a ficar envergonhado, mesmo sabendo que ela não sabe de nada. Hehe isso é tão bom, sou o admirador secreto. Ohh ela passou, onde será que irá sentar? Lá nos fundos? Não, não pode! É contra seus próprios costumes. Vou olhar bem de canto de olho para o corredor vendo onde irá sentar, ninguém irá notar, farei de conta que aprecio a paisagem pela janela ao outro lado. Ela já está sentando, sentando em um banco da fileira atrás de mim!

Ahmm, bem esperta ela, sentou bem ao lado do corredor, sendo que o banco ao lado da janela fica vago. Como geralmente as pessoas são tímidas e preferem o banco mais “prático” para sentar, não irão sentar ali, pois terão que pedir licença. Desta forma, ninguém irá sentar ao lado dela. Ahá tudo planejado.

Ah se não fosse essa distância de um banco… Estaria bem ao meu ladinho. Hum, se eu virar a cabeça uns 90º consigo ver ela pela janela hihi, mas não vou olhar ainda, vou continuar lendo o livro pelo menos até o final deste parágrafo. Será que ela iria me cumprimentar se tivesse que sentar ao meu lado? Será que se fosse ainda o único banco sobrando no ônibus, ela sentaria ao meu lado? Oh, que coincidência, somos as únicas pessoas aqui onde não há ninguém sentado ao nosso lado. Será isso um aviso? Que tipo de aviso, deixa eu pensar… É pode ser que na próxima vez que nos encontraremos no ônibus terá somente o lugar ao meu lado vago. Mas por quê? Não tem lógica isso. Tá certo, isso não é aviso nenhum, apenas uma mera coincidência. Bom, pelo menos já é uma coincidência, imagina se não tivesse nenhuma sequer? Aaa chega.

Deixe-me dar uma olhadinha pelo vidro. Oh não, ela está virada para a janela, será que me viu olhando-a? Meu rosto vai pegar fogo agora, concentre-se no livro meu caro, não deixe que ela perceba sua inquietação. Não dá! Por mais que tento não consigo, as palavras dessa leitura não chegam ao meu cérebro, são bloqueadas por meus pensamentos… e que pensamentos.

Faz tempo que não passo por uma situação dessa forma, tipo, num ônibus e tal. Isso é tão raro acontecer, não é mesmo? As pessoas entram e saem, sem ao menos prestar atenção ao redor. Passam-se os minutos sentados e ansiosos para chegarem ao destino e é só isso. O que será delas depois? Ou melhor, o que já são até agora? A maioria das pessoas vive para trabalhar, mas o salário vale a vida ou a vida vale um salário? Eu ao menos vivo em luta das coisas que gosto e isso não há dinheiro que pague. Ah, eu também gosto dela. Será que ela irá gostar de mim? Mas não, não quero nada. Estou a penas a mercê de minhas emoções, isso logo passa. Emoções são passageiras, está também passará. Ah, mas seria tão legal se ela tivesse sentado ao meu lado, imagine a cena. Ela vindo lentamente, com um largo e doce sorriso pede a mim: “Posso sentar-me próxima a ti?” E eu diria “será um imenso prazer ter-te em meu lado”. Então ela sentaria e num impulso sem pensar na ação, pega minha mão e passa em seu rosto instantaneamente para sentir melhor o tato e diz: “que fofinha” e faz uma carinha engraçadinha…Ohh que viajem, quem me dera…

Nossa, nem me dei conta, já estou chegando a meu destino, passou-se o tempo tão rápido. Ela para três pontos antes que eu, próximo ponto é o que ela desce. Está chegando, alguém puxou a cordinha, o ônibus está diminuindo a velocidade e parando calmamente. Oh, adeus minha querida, aguardo-te ansiosamente para fazer parte de meus pensamentos em nosso próximo trajeto.


Categorias: Contos | Tags: , ,

23 Comments»

  • Esta ai mais um conto da Laize.
    Ela esta aqui no meu lado enquanto publico este conto, acompanhou todo o processo editorial!!
    😀

  • Laka says:

    É…bem “rápido”…

  • Gostei, foi escrito por uma mulher, sim? Dá pra notar porque o testo ficou com alguns tons de ternuras tipicos das femeas, não que os machos não possam ser assim sem ser gay, heheheeh, mas seria meio incomum, digamos… Oh sim, a paixão pulsando, sentimento muito bom de se escrever. Ônibus e banheiros são lugares poéticos para se escrever.

  • Laka says:

    Hahahahahaa booa. Não tinha pensado desta forma, é verdade… Ahhhh mas se eu tivesse um namorado com muita “ternura” seria bom e não gay, vaaaai ^^

  • Laka says:

    HOJE É ANIVERSÁRIO DO GUNSLINGER!!!!!!!!!

  • JonesVG says:

    Parabéns então Gunslinger!!

    Quanto ao conto, Laka, muito bom, um conto em que os Nerds mais reprimidos devem ter se visto no papel do rapaz. he he he he

  • Pedro Torres says:

    parabens Guns!

    o conto ficou bom, só achei ruim o final porque ele n vai junto dela.
    ehehehe

  • Laka says:

    Ah, ele não vai junto dela… pq geralmente que isso acontece, ele não vai junto dela na vida real =P

  • JonesVG says:

    Como todo Nerd reprimido (leia-se timido)

  • Laka says:

    Hehehe

  • Felipe Ferraz says:

    olá, adorei o texto, tenho certeza que muitos se identificarão com o personagem. concordo com o comentário que disse que esse rapaz tem muita ternura, mas como o conto não diz a idade dele, pode ser um mais novo, que ainda não foi desiludido e tem pensamentos românticos. mas que muito marmanjão pensa dessa forma, ah isso pensa.

    abração

  • Laka says:

    É tem razão… após uma desilusão amorosa na vida já afeta muita coisa…Mas como você mesmo disse, sempre há excessões =)
    Abraços!!

  • Obrigado pelos parabéns!! 😀

    O conto da Laize segurou o pessoal aqui no dia de ontem. Mas hoje sai conto novo aqui no blog e também notícias.

    Sobre o conto, se vocês verem a foto, a garota de pé ali na direita, é a Laize de lado. 😛

  • JonesVG says:

    Vai me dizer que tiraram a foto diretamente para o Blog????

  • Laka says:

    Ai claro que não né… rsrs nem sou eu =P
    e… esse ônibus é muito moderno para ser o nosso huauhauhauah

  • Vitor Vitali says:

    Nem vou dizer que me identifiquei com tudo do conto. Ai ai… Porque ela nunca senta do meu lado? D:

  • Laka says:

    Hehehe mas você precisa chegar junto tbm… Talvez ela já notou o interesse e até esteja interessada tbm, porém é tímida ^^

  • Pfff… ta falando como se você fosse muito timida mesmo. 😛

  • Laka says:

    Ai meu, claro que eu sou…
    Eu nem tirei foto do seminário ontem pq tinha muita gente =P

  • Exceptional post however I was wanting to know if you could write a litte more on this topic?
    I’d be very thankful if you could elaborate a little bit more.
    Bless you!

  • Chanel says:

    I really like your blog.. very nice colors & theme. Did you design this website yourself
    or did you hire someone to do it for you?
    Plz answer back as I’m looking to create my own blog and would like to know where u got
    this from. many thanks

  • Find out more details about their Singapore web hosting and
    dedicated server packages at their website. Meanwhile, Columbus had a three-game losing streak in the back half
    of an otherwise other-worldly 15-game run (11-1-0 in the other 12) leading up to the Olympic break
    that has seen a 53-35 scoring edge established. Using the aim of burgeoning
    the organization and that as well with good results you have to generate their own web
    site.

  • thiago cypryanu says:

    Nossa amei o texto!! me identifiquei com o personagem rsrssr Nossa quantas vezes ja vivi isso ai! me apaixonar por alguem que nem sei o nome. Em relação a delicadeza do texto que muitos julgam ser de homem afeminado eu discordo eu mesmo ja tive exatamente esses sentimentos por uma mulher, a mesma ternura e carinho. PARABENS

RSS feed for comments on this post.TrackBack URL


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério