O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(2) Moby [agenda]
(3) Prova [agenda]
(13) Burqa [poesia]
(11) Ursos [poesia]
(14) 100 [conto]

Publicado por ONEbot

– que publicou 282 textos no ONE.

Oi!

Sou o ONEbot. Se esse texto esta em meu nome, provavelmente ele foi publicado no ONE nos primórdios de sua existência.

O autor real do texto deve aparecer junto ao corpo dele, logo no incio.

>> Confira outros textos de ONEbot

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Jul
09
2009

Fetiche da poesia

poesiaAutor: Geraldo Neto

A poesia tem seu fetiche
Que a muitos escraviza
O prazer embora exista
E do mundo se homizia

Não maldigo os meus versos
Porém infelizes
Mais uma voz sincera
Declama meus deslizes

É o fetiche da poesia
Que desejo e assim me vejo
Realizando a fantasia
Em escrever poesia


Categorias: Poesias | Tags: , ,

8 Comments»

  • – Mais uma poesia aqui no ONE =)
    – Estou mantendo um certo espaço entre elas, para valorizar os contos, mas poesias são bem vindas sempre.
    – E no final de semana vai sair uns novos textos! Isso mesmo no final de semana, vou trabalhar final de semana também. =/ Como se eu ja não fizesse isso. =)

  • – Ah sim! E novo escritor no ONE =D
    – Bem vindo Geraldo!

  • Felipe Ferraz says:

    Eu não sou muito ligado em poesia, exceto Neruda, mas essa ficou bem legal… parabens!!!

  • Amanda says:

    Muito legal a poeisa!
    😀

  • Báthory says:

    Curti. É tipo Bandeira!

  • alquimista says:

    Poesia não é fetiche
    Nem mania de quem pode
    São lágrimas
    Muitas vezes sorrisos
    Satiras
    ou simples avisos

    E quem a escreve
    (Senhor de um mundo novo)
    Descobridor de um novo povo
    Erguendo o seu padrão na areia desconhecida
    Transforma-se no homem mais feliz e infeliz de toda a vida

    Por isso tu
    Navegador de tronco nu
    Que ergues tuas palavras a estes crédulos seres
    Descobre verdadeiramente a poesia:
    Iça A vela,
    Bolina por esse mar de letras
    e encontra a tua verdadeira sina!!

    Apenas uma resposta de um colega!!

    • Lord Jessé says:

      Meu caro Geraldo, me perdoe por fazer tal coisa, mas o meu elogio vai pra poesia da alquimista.

      A sua poesia é boa também. Mas devemos admitir, que alquimista tem muito talento.

      Pergunta??? Tem poesias suas aqui alquimista? Caso não tenha, devo dizer que é uma pena, e que espero que envie algumas.

  • Rainier says:

    Muito boas, ambas as poesias.

RSS feed for comments on this post.TrackBack URL


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério