O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(15) Orcs [poesia]

Publicado por The Gunslinger

– que publicou 1572 textos no ONE.

Ocupação: Analista de Sistemas de Colaboração, Escritor, Blogueiro.

Grupo a que é filiado: O Nerd Escritor, Blog do Gunslinger.

Base de operações: Corupá, SC – Brasil.

Interesses: Literatura, Cervejeiro, Internet, Teoria Computacional da Mente, Tiro com Arco e Futebol Americano.

Autor(es) Influênte(s): Stephen King, Bernard Cornwell, J.R.R. Tolkien, Neil Gaiman, Patrick Rothfuss, Paulo Coelho.

Livros que recomendo: A Torre Negra (Stephen King), Crônicas Saxônicas (Bernad Cornwell), Crônica do Matador do Rei (Patrick Rothfuss), O Silmarillion (J.R.R. Tolkien), Lugar Nenhum (Neil Gaiman), O Diário de um Mago (Paulo Coelho).

>> Confira outros textos de The Gunslinger

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Oct
20
2009

O que fazer com o que somos?

Escritor: Adilson Pinheiro

o-que-fazer-com-o-que-somos

Asrhoam nasceu do sonho de um menino, daquela época em que ele falava com os seus brinquedos, imaginava todo aquele reino de fantasia… Dragões e reis, capas e espadas q não passavam de bastões de madeiras e velhas toalhas sem cor… O tempo passou… E foi chegada a hora de deixar aquele velho cenário… Mas, todos aqueles heróis e vilões da sua infância ainda viviam em sua cabeça… Ele sempre os vê, sempre conversa com eles e sempre os ajuda… O que acabou tornando-se um fardo bastante pesado, ninguém o entende… Parece que ele vive se escondendo colocando a culpa de suas ações em desatinos alheios…

Coitado… Eu o observo há exatos 22 anos… Ao contrario das outras pessoas eu sempre o entendi, embora não o apóia-se, nem critica-se como disse só observo … … Um dia desses eu o encontrei sentado em frente a uma janela do alto de um prédio, olhando uma velha praça (?)…

E sem querer deixei de observar…

– O que faz ai menin… Rapaz?!

-Hum… Hm… Você fala?

-Clar… – Eu não falar? Porque ele disse aquilo? É obvio que falo… Todos nós falamos a não ser aqueles desprovidos pelos deuses ou por qualquer outra enfermidade desta dádiva… Ainda estava perdido com o susto do rapaz… Quando ele continua…

– Eu pensava que você, fosse apenas mais um “eu” perdido em minha cabeça…

Foi com essa ultima frase que o reflexo do espelho se partiu entre as minhas mãos…

Eu era apenas mais um dos brinquedos deixando de existir…


Categorias: Contos | Tags: , ,

18 Comments»

  • Curtinho, mas legal.

    Só achei que o texto ficou muito parado (hehehe.. citando o Atmard aqui?!), por causa dos “…”.

    Bem Matrix… o que será que é real?! =)

  • Vitor Vitali says:

    Hum… Não sei porque não gostei. O cara era esquizofrênico?

  • E.U Atmard says:

    Meu deus, este conto é pequeno, mas um dos contos com mais poder e personalidade que já vi. Muitos parabéns Adilson, e seja muito bem vinda ao ONE. Já vi que tem outro conto agendado, e fico à espera!

  • vinicius machado says:

    Concordo plenamente com o Atmard!
    muito legal. Pelo titulo eu notei que seria forte!
    parabéns.

  • sola says:

    Vlw galera tds as criticas foram anotadas…

    Obgo …

  • Acho que me bati algumas vezes com este menino, acredito que o hoje o homem contido nele ainda sonha com dragões e uma terra onde a fantasia está a um passo da realidade.

  • sola says:

    A imagen fico perfeita … rsrsrs

  • Genial, sinceramente. Com poucas palavras, uma historinha sensacional.

    Paguei um pau 😛

  • Um curta que prendeu minha atenção do início ao fim. E pensar que o impacto caiu sobre o próprio narrador, sendo o o garoto observado durante a narrativa, o catalisador para este fim muito surpreendente.

  • Andrey Ximenez says:

    Deuzulivre curti bastante… e pelo visto estou ficando afiado (cof cof cof)… pq desde o inicio sakei a moral do texto, mas msm assim o final surpreendeu
    =D

  • C. G. Chrestani says:

    Muito interessante. Excelente idéia… a criatura desvendando o criador. Aconselho-te a patentear esta idéia, ou eu não respondo por mim… (rs).

  • “a criatura desvendando o criador.” boa descrição. =)

  • sola says:

    Caraca vlw msm galera…

    /

  • vanessa says:

    achei bem interessante , gostei

  • Gostei do conto e concordo com todas as palavras do Luiz. Seja bem vindo ^^

  • Luiz Gustavo says:

    Wow. O final foi surpreendente. O conto apresentou uma atmosfera e um personagem interessante, e a idéia do narrador ser a própria vítima no final foi magnífica. No entanto, o excesso de reticências me deixou um pouco incomodado. Não deixa de ser um excelente conto, de todo modo.

  • William Hellmann says:

    Bem estranho… Algo bem psicodélico!
    Gostei deste cara! Tem talento; vai longe!
    Parabéns!
    hehe

  • carla says:

    esse é o meu amigo, escreve bem que só, to amando essa história!’

RSS feed for comments on this post.TrackBack URL


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério