O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(15) Orcs [poesia]

Publicado por The Gunslinger

– que publicou 1572 textos no ONE.

Ocupação: Analista de Sistemas de Colaboração, Escritor, Blogueiro.

Grupo a que é filiado: O Nerd Escritor, Blog do Gunslinger.

Base de operações: Corupá, SC – Brasil.

Interesses: Literatura, Cervejeiro, Internet, Teoria Computacional da Mente, Tiro com Arco e Futebol Americano.

Autor(es) Influênte(s): Stephen King, Bernard Cornwell, J.R.R. Tolkien, Neil Gaiman, Patrick Rothfuss, Paulo Coelho.

Livros que recomendo: A Torre Negra (Stephen King), Crônicas Saxônicas (Bernad Cornwell), Crônica do Matador do Rei (Patrick Rothfuss), O Silmarillion (J.R.R. Tolkien), Lugar Nenhum (Neil Gaiman), O Diário de um Mago (Paulo Coelho).

>> Confira outros textos de The Gunslinger

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Nov
12
2009

Descoberta

Escritor: Jones Viana Gonçalves

descoberta

– Então Francis, o que você descobriu sobre o caso do diabo?

– Tá dificil cara, mesmo que eles sejam apenas três as evidências de qual deles é aquele que esta entre nós são escassas.

– Como Assim apenas três, cara os planos inferiores estão lotados destas criaturas!

– Matheus você esta completamente errado, existem muitos demônios nos reinos inferiores, mas diabos apenas três.

– Como assim, cara o que o Fábio enfrentou não foi um diabo, ou demonio estas coisas não são a mesma porcaria?

– Não. Diabos são os três por assim dizer chefões do inferno. Lucifer, Belzebu e Satã.

– Calma ai cara, estes três não são os mesmos? A mesma coisa por assim dizer.

– O pai, o filho e o espirito santo tambem são não é mesmo?

– O que tem a ver?

– Três entidades diferentes que são consideradas a mesma coisa, o primeiro dos três foi Satã ou a primeira sombra que surgiu junto com a primeira luz, o segundo foi Lucifer a estrela da manhã. O anjo caído que carregou consigo diversos outros anjos que foram parar no inferno junto com ele. E por fim os demônios Bhaal e Zebub que quando foram derrotados caíram no inferno junto aos outros dois e se uniram formando a entidade Bhaalzebub ou Baalzebu, que no fim se tornou Belzebu.

– Caraca cara, quanta besteira.

– Besteira ou não Matheus a coisa é assim nos escritos, e sei que um destes três esta na cidade.

– Seja o que seja Francis, diz ai o que quer de mim?

– Simples, segundo o capitão, a criatura disse que o mestre dele estaria junto com os Fahir, quero que descubra o que são estas criaturas.

– Facil assim?

– É, facil assim.

– E você?

– Vou pra São Leo falar com um, digamos, amigo.

– Certo, nos vemos depois então!

Os dois deixaram o departamento juntos, mas tomando direções diferentes. Francisco pegou a 118 e rumou para São Leopoldo, indo direto a Universidade do Vale. O trânsito calmo favoreceu ao investigador que logo chegou ao seu destino. Ainda estava incerto se Mizael iria falar com ele, o renegado sempre fora arrogante mesmo antes de ter sido punido e parecia não gostar muito dos mortais. Nem mesmo sua nova condição parecia amolecer a sentida raiva que trazia das criações favorecidas de seu pai.

No estacionamento do centro 3 Francisco deixou o carro, precisava encontrar o informante que sempre estava na construção parada do novo centro de esportes. Lugar ruim de se entrar sozinho a noite, pois sempre haveriam aqueles que iam ali para transar ou fumar alguma coisa, e ser visto ali sozinho geralmente trazia suspeitas. Por sorte ainda era dia claro e ninguém vinha muito aquele local. Andou um pouco pelos corredores, verificou nos vestiários e nada. Já pensava em desistir quando ouviu a voz rouca de Mizael.

– Esta a minha procura, mortal?

– Quase tão difícil de encontrar quanto antes velho amigo.

– Não sou seu amigo.

– Mas já foi!

– Você foi uma ferramenta, não um amigo.

– Insensível como sempre!

– Espera sensibilidade de mim, mesmo sabendo o que levo a respeito de sua raça?

– Você é um anjo, ou era um anjo, os humanos acreditam em vocês.

Mizael desce do local de onde estava com um salto, colocando-se a frente de Francisco, o renegado parecia menos altivo do que da ultima vez, porém continuava arrogante.

– Essa foi a maior de nossas armas para lutar, a confiança dos humanos nos deu livre acesso ao seu mundo e redeu vitórias sobre nossos inimigos.

Francisco encarou o anjo, esperava alguma agressividade, mas nada fez Mizael, ele apenas sorriu.

– Vocês mortais são tolos e acreditavam em tudo que nós falávamos, se disséssemos que éramos bons e nossos inimigos maus, vocês acreditavam, isso é culpa da beleza, acho que sim, o que vocês não sabiam é que eles eram nossos irmãos revoltosos, e se alguns deles eram maus então alguns de nós também o eram, e se haviam bons entre nós, entre eles também existiriam.

– Você diz isso agora, mas quando estava entre eles seu discurso era outro!

– É claro, eu fazia parte do exército. Agora mortal diga a que veio.

– Vim em busca de respostas.

– E o que o faz pensar que responderei suas perguntas?

Francisco franziu o cenho, estava quase que convicto de uma amizade com o anjo, mas agora tudo desabava a sua frente. Como fazer para o anjo ajudá-lo.

– Eu ajudei você quando precisou! Poderia pensar em retribuir!

– Acha mesmo que precisava de um mortal para qualquer tarefa que fosse, queria apenas uma ferramenta e você serviu como tal!

– Ferramenta ou não, eu ajudei!

Mizael apenas esticou seu braço para segurar Francisco pelo ombro. O aperto firme do renegado quase o fez ajoelhar.

– Não se altere, mesmo que não tenha a plenitude de meus poderes, ainda sou muito mais forte que você.

– Tudo o que queria era alguma ajuda. – Francis teve de resmungar.

– Quase sinto pena de você, tolos são os mortais por confiarem nos anjos. Eu poderia mata-lo aqui e agora, assim você não mais precisaria de minha ajuda.

– Mas o resto dos mortais ainda precisaria. – O agente já sentia as unhas afiadas penetrarem em seu ombro, os olhos de Mizael não denotavam qualquer sentimento.

– Farei o que me pede! – Disse por fim o anjo aliviando o aperto, Francisco ficou com as marcas deste encontro por muitos dias.

O agente parou um pouco para respirar, o anjo o olhava e parecia rir do ser inferior a sua frente.

– Quero saber quem veio ao nosso mundo? Qual dos diabos?

– Apenas esta questão?

– Não, quero saber quais os planos dele, e o que fazer para impedi-lo.

– Depois que eu responder você irá sair daqui e nunca mais voltará, a menos que eu o chame.

– E se desejar por mais informações?

– Então terá de fazer as perguntas a outra entidade, não mais a mim.

– Que seja, responda minhas perguntas.

– Quem veio a esta terra foi Lúcifer, depois de milênios ele enfim retornou. Sua segunda pergunta é mais fácil ainda, o anjo negro, estrela da manhã quer espalhar o caos. Tentar impor neste mundo o seu ponto de vista em relação a toda a guerra que ocorre nestas eras. E por fim, não há como impedi-lo, ele irá trazer mudanças, tudo o que você pode fazer é diminuir o efeito delas, ou sair do caminho. Agora vá embora.

– Mas eu preciso saber de que mudanças você esta falando!

– Terá de descobrir sozinho, não vou responder-lhe mais nada. – Falando isso Mizael simplesmente se foi, de salto em salto subiu ao teto do ginásio abandonado, deixando Francis sentado no chão.

Aos poucos o agente se pôs de pé, precisaria de mais informações, teria de buscar outros informantes. Limpou a sujeira na roupa e voltou para o carro. Lá encontrou seu celular avisando que alguém havia ligado, no display aparecia o número de Tiago, seu primo. Algo o dizia que era urgente, pois eram quinze ligações perdidas, resolveu então ligar. O telefone chamou por uns segundos e então Tiago atendeu, sua voz ainda estava um tanto embargada.

– Fala Tiago, o que aconteceu?

– Ninguém acredita em mim Francis!

– Vamos lá, com calma. Me explica.

– Certo, eu vi um homem morto, atirei em um homem morto.

– Ok, explica melhor agora.

– Peguei um caso esta madrugada.

– Sim, e?

– Uma mulher foi assassinada pelo marido, e seu amante também.

– Sim, e o homem morto?

– É o marido porra! O cara saiu do tumulo, matou a mulher e o amante dela!

– Calma Tiago, espera ai, onde esse tal morto estava enterrado?

– Sei lá cara, acho que no Rincão.

– Você vai fazer o seguinte Tiago, vai pra casa dormir, eu vou pro cemitério ver o que descubro por lá.

– Você acredita em mim não é Francis, eu não to pirando?

– Não cara, você não está pirando.


Categorias: Contos,D.E.I.S. | Tags: ,

16 Comments»

  • Olha só, um prelúdio para A Batalha do Apocalipse!! =D

    hehehehe

  • Jones says:

    Putz, preludio pra Batalha do Apocalipse, acho que não, não chega a isso he he he he.

    Mais uma parte da Saga do D.E.I.S., a coisa esta esquentando!!

  • Dean Barret says:

    Pô cara, gostei de verdade. Vou tentar acompanhar os capítulos anteriores. De algum modo tem alguma relação com o que estou escrevendo… afinal se trata de literatura sobrenatural envolvendo as criaturas da noite… O que gostei muito foi o fato de haver essa coisa policial… e bem… trazer digamos assim… uma nova versão da verdade dos anjos…
    Você tá pesquisando alguma coisa em algum canto? Ou é tudo da sua cabeça? Também me lembrou algo daquele seriado… “Sobrenatural” aquela coisa de anjo caído, rebelde e tal…

    Abraços Lendários.
    Dean.

  • Jones says:

    Opa, tudo bom Dean, cara obrigado, espero que goste dos outros contos do D.E.I.S., embora não haja muitos anjos nestes contos. Sobre Supernatural foi inspirado neste seriado que criei o D.E.I.S., quanto a pesquisa, escritores estão sempre pesquisando. Isso ajuda a criar um clima verossímil na escrita. Ou seja se você não sabe nada sobre o que esta escrevendo então corre um grande risco de mandar um tiro no pé. he he he. Para escrever sobre anjos busquei ler os livros: Anjos cidade de prata, Lucifer o primeiro anjo, Anjos caídos, a biblia, o RPG Trevas, mas a primeira versão que trago na minha pasta, o RPG da batalha do Apocalipse que tem bastante material para referência, não consegui li ler o livro do Sporh ainda, o que mais, pesquisei tambem sobre entidades persas, o que me deu um enfoque de anjos até então desconhecido por mim, entre outras coisas. Era isso, abraços cara.

  • Legal, pessoa nova comentando. =)

  • Dean Barret says:

    Jones,

    valeu a dica cara. Eu acho que vou dar uma pesquisada no assunto… é que preciso de sugestões porque estou escrevendo sobre criaturas específicas… no meu caso é uma mistura grande… vampiros e outros seres… Mas valeu pela dica dos livros. Gostei mesmo.

    Abraços.
    Dean.

  • matt says:

    o kara vc vai por + ne? ta tudo massa nesse site

  • matt says:

    e e kara esse site é d +, nao existe outro komo esse por ai vvlw de verdade,me ajudou,vou divulgar para um monte de amigo meu, tem um que ja entrou e adorou

  • matt says:

    a e inclusive eu ja vou comprar hoje mesmo um livro aki e quando lançar, vo compra apocalipse

  • Jones says:

    Blza cara, muito bom, faça isso mesmo hehehe, espalhe a palavra huahuahauhauhauahuah!

  • Cara.. esse Matt mandou uns 5 ou 6 comentários no blog, parecendo um maluco.

    Te conheço matt?! =)

  • matt says:

    heheh acho que nao kara + sim realmen mandei bastante comentarios isso é bom xD

    a e contei pra varias pessoas do seu site.

  • matt says:

    oo Gunslinger quando vai sair o resto dessa historia?

  • matt says:

    é isso ai jones

  • Todos os comentários do Matt irão passar por aprovação de agora em diante.

  • Lord Jessé says:

    Surpreendente!
    Pergunta. Esse é o primeiro capitulo ou tem algum antes?Tem continuação desse ai?

RSS feed for comments on this post.TrackBack URL


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério