O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(2) Moby [agenda]
(3) Prova [agenda]
(13) Burqa [poesia]
(11) Ursos [poesia]
(14) 100 [conto]

Publicado por ONEbot

– que publicou 282 textos no ONE.

Oi!

Sou o ONEbot. Se esse texto esta em meu nome, provavelmente ele foi publicado no ONE nos primórdios de sua existência.

O autor real do texto deve aparecer junto ao corpo dele, logo no incio.

>> Confira outros textos de ONEbot

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Nov
19
2009

Jardins Onírico – Capitulo 1

Escritor: Pedro Torres

jardins-onirico

– Então você caiu?

– É, num tipo de buraco sem fundo sabe?

– Hum, e depois?

– Eu lembro que passei uns 5 minutos caindo, parecia uma eternidade, porem, seria um tédio aterrorizante se 10 segundos depois de ter caído até metade,começaram a aparecer espectros estranhos falando todos os podes da minha vida,como aquela vez que eu quase afoguei um garoto no meu prédio e ele ficou traumatizado até hoje.

– Nossa, você nunca me contou essa historia Bino…

– Fica pra próxima cara, ouve o que eu tenho a dizer, então, foi um negocio horrível ficar escutando tudo que fiz de ruim na vida, parecia um julgamento, porem,me aliviei, quando 2 minutos depois eu acho apareceram uns fantasmas de aspecto mais bondoso e me disseram tudo que fiz de bom, eu não sei porque mas sinto que foi realmente um julgamento, tanto que no fim um deles que parecia um juiz falou, inocente, bem…eu não sabia o que aquilo significava mas no fim, eu cai muito de leve num jardim…

– Tá me “zuando” cara?

– Não Melo, não estou…foi engraçado, porque depois apareceu um touro, mas ele vestia um terno e usava um monóculo, ele tinha um aspecto muito gentil…ele falou mais ou menos assim:

– Por obséquio poderia me falar se és o homem conhecido por Bino?

– Sim, sou eu, e você é…

– você parece estar agindo com muita naturalidade com um touro falante não?

– Pois é essa parte que não entendo…

– tudo será explicado ao seu tempo…venha comigo…

– e qual o seu nome?

– Tudo será explicado à eu tempo. Siga-me…

Então sigo o Touro Falante, ele segui um pouco mais rápido que eu e me levou à um labirinto de espelhos. não, nenhum deles distorcia as imagens, eram espelhos normais, uma coisa interessante é que o o reflexo de dois espelhos frontais formavam um reflexo infinito, eu fiquei meio que hipnotizado que quando percebi eu estava perdido no labirinto e o Touro havia desaparecido. Eu passei bem uns 10 minutos tentando encontrar a saída sem sucesso, então decidi parar, eu fiquei olhando para o céu e uma novem me chamou a atenção, pois era vermelha, e era muito sólida, na verdade, nem sei se era nuvem, só se que uns minutos depois o tal Touro apareceu e falou:
– Se perdeu sr.Bino?

– Sim…mas n importa, eu estava vendo um nuvem vermelha …olhe.

Quando o touro olhou a nuvem vermelha havia desaparecido!

– Não vejo nada jovem senhor…

– Hã? estava aqui agora pouco…

– hehehe, deve ter sido a Nuvem do Sangue, ela é bastante famosa aqui no Grande Jardim, dizem que aparece apenas para certas pessoas que terão um futuro excitante…entenda isso como quiser…e talvez será.

– Onde diabos eu estou? Quem e ? você afinal?

– Ah..parece que terei de me precipitar um pouco, meu nome é Miojo.

– Ahahahahaha, miojo! Putz…

– o que há de estranho com esse nome?

Nada, só que ele é o nome de um alimento de onde eu venho…
– Da Terra certo?

– Eu não estou mais na Terra?

– Não. Você está no Grande Jardim.

– Putz, eu devo estar sonhando…

– de certa forma está…

– Então , para onde vai me levar?

Aquela altura do campeonato eu já estava andando e já tinha saído do labirinto de vidro, agora eu tinha entrado num grande campo florido, cheio de desenhos feitos com flores de diferentes cores, inclusive o preto, nunca havia visto uma flor negra, então perguntei:
– Essa flor não existe na Terra…

– Qual delas?

– Essa flor negra.

– Cuidado, dizem que esta flor tem o veneno de 10 mil cobras.

– Nossa, ela é exclusiva desse mundo?

– Sim, ela é usada como método de execução aqui.

– Putz, aqui tem pena de morte?

– Sim, para o crimes mais graves, mas já faz mais de 2 mil anos que não se tem casos que necessitem de execução.

– Ufa…emfim, para onde estamos indo?

– Quando chegar lá você saberá…

– muito enigmático…

– essa é minha natureza.

Nesse ponto já estávamos num outro jardim, dessa vez havia dezenas de lagos de uma substancia prateada, Miojo explicou que era mercúrio, antes de eu perguntar porque diabos existia mercúrio ali, aparece um lobo de cor preto e vermelho, novamente não senti medo, pois havia algo naquele lobo que me fascinou, então de súbito Miojo fala:
– Olá Nécio, conheça Bino, o mais novo visitante destas paragens…

– Humf…humanos…sempre criando confusão. Por sinal, o Ervilha o procura Miojo, parece que tem haver com este humano daí. Onde estão indo?

– Para o Palácio do Pensamento.

– Vai visitar Imaginação?

– É por ai…

– boa sorte, tenho que ir.

Então o lobo se foi, continuamos até um abismo, então o Miojo falou:
Esta é a Ponte da Confiança, é impossível chegar ao outro lado sem passar por aqui.

– Mas não há ponte alguma por aqui.

– Esta é uma ponte invisível, intangível…existe uma seta aqui embaixo (de fato havia) indicando o começo da ponte, mas o resto e ?com você,se você tiver confiança que não vai cair da ponte você passará ileso, se não…

– Morte?

– È.

– Hà um porém, quanto maior for sua confiança na ponte mais larga ela fica, quanto maior o medo que alimentas pela queda, menor será a ponte. Então, está preparado?


Categorias: Contos | Tags: ,

9 Comments»

  • Andrey XImenez says:

    Interessante.
    Aguardo a continuação.

  • ErykCruz says:

    tambem aguardo continuação… quem será ervilha?
    Alias, estava lendo os comentarios do Teste do Vampiro
    e o pedro disse que as garotas estavam escrevendo com portugues de 6ª série. Eu estou na 6ª série e não escrevo daquele jeito
    mas o conto está otimo, somente alguns erros de ortografia

  • Vitor Vitali says:

    É UMA CILADA, BINO!

  • Vitor Vitali says:

    Digo, conto legal, mas eu fiquei meio confuso. Espero entender mais, ou menos, no próximo capítulo.

  • Hahahaha… eu juro que pensei a mesma coisa!
    Bino! É uma cilada! =D hahahahaha….

  • Andrey Ximenez says:

    It’s a trap Bino!

    Quem não pensou?! =P

  • Quem nunca assistiu Carga Pesada! =P

  • Quando o pessoal do nerdcast falou sobre Asimov e histórias sempre escritas com dialogos, juro que lembrei dos seus contos. =)

  • Pedro Torres says:

    putz!
    até que teve uma otima repercussão, fazia tempo que um conto meu não fazia sucesso assim.
    =D
    o capitulo dois está em revisão e será enviado ao guns em breve!
    @Andrey XImenez @Vitor Vitali
    Sim, eu tbem lembrei de carga pesada quando pensei no eprsonagem, na verdade, o personagem e muito parecido com o Bino. fisicamente.=) valeu pelos elgoios.
    @ErykCruz
    hum, é exceção você.
    =)
    ma stbem eu estava generalizando. valeu.
    @Guns
    O Nerdcast do asimov me inspirou a escrever esse. fora outra milhares influencias que coloquei…
    será minha historia mais nerd.
    valeu.
    =D

RSS feed for comments on this post.TrackBack URL


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério