O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(15) Orcs [poesia]

Publicado por The Gunslinger

– que publicou 1572 textos no ONE.

Ocupação: Analista de Sistemas de Colaboração, Escritor, Blogueiro.

Grupo a que é filiado: O Nerd Escritor, Blog do Gunslinger.

Base de operações: Corupá, SC – Brasil.

Interesses: Literatura, Cervejeiro, Internet, Teoria Computacional da Mente, Tiro com Arco e Futebol Americano.

Autor(es) Influênte(s): Stephen King, Bernard Cornwell, J.R.R. Tolkien, Neil Gaiman, Patrick Rothfuss, Paulo Coelho.

Livros que recomendo: A Torre Negra (Stephen King), Crônicas Saxônicas (Bernad Cornwell), Crônica do Matador do Rei (Patrick Rothfuss), O Silmarillion (J.R.R. Tolkien), Lugar Nenhum (Neil Gaiman), O Diário de um Mago (Paulo Coelho).

>> Confira outros textos de The Gunslinger

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Dec
16
2009

Dominação

Escritor: Rafael Ramos

dominacao

O sangue escorria no lençol. Ângelo solta a faca e seu sangue se mistura com o da mulher a quem ele ama. Não apenas o sangue, mas também as lágrimas que fluíam pelos olhos vermelhos. Ele sente como se toda sua vida tivesse ido com o vento que entrava pela janela. Não havia ódio, não havia dor. Ele finalmente estava feliz. E ele chorou.

***

Mais um dia na faculdade e Ângelo está radiante. Durante toda sua vida, tinha se preparado para aquilo. Apesar do nervosismo de todos, ele se mostra calmo ao conversar com os amigos. Havia estacionado o carro perto, e diz que vai pegar umas apostilas e seu caderno para revisar a matéria. Senta no banco e levanta o lençol que esta no banco de trás. Ali está o corpo do homem que o ajudou a mudar de vida.

Ele desce do carro e dirige-se à sala onde finalmente fará a prova que decidirá seu futuro. Dedicava-se ao vestibular desde pequeno. Quando tinha cerca de doze anos, era elogiado pelo interesse pelas aulas e por estar preocupado com seu futuro, avaliado como promissor por todos os colegas e professores.

Quando recebe a prova, está convicto de que irá passar. Passa os olhos na avaliação e retoma os principais tópicos que estudou sobre os diferentes conteúdos. Já havia dividido o tempo que usaria durante a prova, cerca de 2 minutos para cada questão, sobrando tempo para revisar toda a prova. Tinha certeza do sucesso.

Ao terminar a prova, teve de esperar o tempo restante acabar. Olhou ao seu redor e fixou o olhar na garota que estava ao seu lado. Estupefato por sua beleza, ele entrou num transe instigante. Sua aparência era tão hipnótica que o frustrava pela própria fraqueza emocional. Justo ele, que dizia controlar seus anseios e raramente se impressionar, estava repentinamente obcecado por uma mera mortal.

***

Ângelo descobriu seu estranho dom ainda pequeno. Sempre conseguia o que queria, mesmo quando parecia impossível. Seus pais o agradavam e mimavam. Nessa época, começou a usar seu domínio de mentes descontroladamente. Porém, percebeu que as pessoas agiam de modo estranho quando usava esse poder excessivamente. Começavam a ficar indiferentes da própria existência. Paravam de se preocupar com a própria vida.

Começou a planejar o resto de sua vida. Tornou-se um egocêntrico completamente maníaco. Auto intitulou-se como um deus. Sua vida tornou-se fácil e medíocre. Sem rumo algum, Ângelo enlouqueceu. Aos quinze anos, matou seus pais. Foi fácil convencer a policia de que foram ladrões. Tão fácil que, ao dar seu depoimento, ele riu dos pais. Os guardas ficaram impassíveis e apenas mandaram o garoto para a casa dos tios.

Apesar de dizer que já controlava seus impulsos e que teria um futuro promissor, Ângelo acostumou-se a usar seu poder sem ao menos sentir. Havia feito o vestibular para medicina, queria estudar neurologia para que um dia, talvez, descobrisse como funcionava seu dom. Não estudava em casa. Um tempo a trás, havia “subornado” os professores de sua escola e recebia aulas extras. O que ninguém podia negar e que Ângelo realmente era um rapaz responsável.


Categorias: Contos,Dominação | Tags: ,

8 Comments»

  • O tempo da história deu um charme diferente pro conto 🙂

    Tudo ao contrário, mostrou bem que esse o cara tia algum problema… mas ele não parecia um looser, se bem que deveria ser socialmente excluido.

    Primeiro conto do Rafael aqui no ONE. =)

  • Se ele ganhava tudo dos pais, não precisava ter matado-os… Mas pelo jeito tem continuação, tem?

  • Rafael Ramos says:

    Sim, mandarei a continuação em breve… A proposito, ele matou os pais porque enlouqueceu, sua vida se tornou tediosa. 🙂

  • Hummm, Guns, coloca a pizza ali do lado =P
    O tema pelo visto é novo aqui no blog…

  • Nao sabia que era continuação. Mas não se preocupa, assim que a continuação vier ao ar, coloco a pizza. =)

  • Rafael Ramos says:

    Já estou trabalhando na parte 2 🙂 Dessa vez espero deixar o conto um pouco maior e com uma nova protagonista 😀

  • Asami says:

    Goetei demais da distribuição dos parágrafos. A alteração na cronologia do conto fez com que ele ficasse ainda mais interessante e a leitura se tornasse mais prazerosa. Parabéns também pelo enredo, mostrando o lado ruim do controle de mentes. Maravilhoso!

  • André Alves says:

    Esse sim foi uma boa história (dá de zero a dez naquele do presidente). Segui a horientação do teu comentário nesse outro e vim parar aqui. Muito bom.

RSS feed for comments on this post.TrackBack URL


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério