O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(15) Orcs [poesia]

Publicado por The Gunslinger

– que publicou 1572 textos no ONE.

Ocupação: Analista de Sistemas de Colaboração, Escritor, Blogueiro.

Grupo a que é filiado: O Nerd Escritor, Blog do Gunslinger.

Base de operações: Corupá, SC – Brasil.

Interesses: Literatura, Cervejeiro, Internet, Teoria Computacional da Mente, Tiro com Arco e Futebol Americano.

Autor(es) Influênte(s): Stephen King, Bernard Cornwell, J.R.R. Tolkien, Neil Gaiman, Patrick Rothfuss, Paulo Coelho.

Livros que recomendo: A Torre Negra (Stephen King), Crônicas Saxônicas (Bernad Cornwell), Crônica do Matador do Rei (Patrick Rothfuss), O Silmarillion (J.R.R. Tolkien), Lugar Nenhum (Neil Gaiman), O Diário de um Mago (Paulo Coelho).

>> Confira outros textos de The Gunslinger

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Jan
15
2010

Leia sem Preconceitos

Escritor: Renan MacSan

leia-sem-preconceitos

Leitor, antes de começar a propriamente ler esta escrita gostaria de lhe propor um exercício de imaginação. Aceita? Pois bem, nesse momento gostaria que esvaziasse qualquer outro pensamento da cabeça que não os voltados para essa página. Agora quero que simplesmente pense na imagem de um cidadão… Pensou?

Pois sim, dou-lhe toda minha fortuna se a figura que veio na sua cabeça foi um Orc, não foi não é? Seu racista medíocre! Acredita que nenhum orc é capaz de ser um cidadão? Um cumpridor dos deveres cívicos?

Acha que somos todos porcos, escravos, assassinos e assaltantes?

Não? Foi apenas coincidência ter pensado em um humano? Ok, chame o idiota mais próximo e proponha o mesmo exercício, dou-lhe o que quiser se alguma vez pensarem em minha espécie. Sim, eu também sou um orc, assustado? Ah, seu preconceituoso de estrume! Acha que não podemos escrever decentemente? Só urrar como burros e lascar pedras para nos comunicarmos?

Deixarei seu ceticismo de lado e continuarei meu trabalho. Meu nome é Ngash e escrevo essa escrita/carta/petição/crônica para acabar de vez com a má imagem que a maioria das pessoas têm sobre meu povo. Farei disso minha missão de vida. Aos 6 anos de idade minha aldeia foi atacada e queimada por humanos, assim, fui escravizado e dado de presente a um escriba. Como escravo de escriba aprendi a ler e escrever bem em diferentes línguas, achou que nenhum orc poderia fazer isso né? Nem meu amo, por isso apanhei e tive o couro lascado mais vezes que pudesse contar, acredite, não há forma mais rápida para aprender alguma coisa.

Meu pai … bem, não conheci meu pai, na realidade talvez tenha conhecido, mas não sei. Nós orcs não somos possessivos nessas coisas, minha mãe Ndee provavelmente foi possuída por algumas dezenas de machos até que eu nasci. Dessa forma somos muito melhores que vocês de outras espécies, pois cada um deve provar o seu valor para ter algo, não como vocês em que se o pai é rico ou nobre o filho acaba se dando bem por mais bosta de cavalo que ele seja. E antes que você pense, digo logo que minha mãe não era puta igual a sua, esse é o costume do povo.

A espectativa de vida de um orc é cerca de 25 anos de idade. Tudo culpa de vocês bastardos que sempre fizeram da nossa vida uma diversão.

Começou quando algum babaca ancestral de vocês resolveu que daríamos ótimos escravos, excelente! Tudo no nosso lombo enquanto vocês ficavam coçando vossos respectivos rabos, nada de deixar desenvolvermos nossa própria inteligência, cultura, escrita, costumes… Não, afinal orc é um ser inferior né?

Agora faça outro exercício de imaginação, coloque-se tentando atravessar uma floresta, sozinho, o dia está escurecendo. De repente você vê um orc há 50 metros de você, o que você faz? Já ia enfiar uma flecha rápido no cu dele né, seu desgraçado? Por acaso você perguntou para ele o que ele queria? Deu Boa tarde? O irmão poderia estar simplesmente indo catar cogumelos para o jantar e você arrancou o baço dele fora né? Lá se vão mais vinte orczinhos órfãos. E depois fica se perguntando porque os orcs são tão agressivos, mas quem é que matou o pai deles?

Como que vamos viver mais de 25 anos assim? Ah, melhor pra você né?

Menos um porco no mundo. A não ser que aquele orc fosse o escravo que limpa sua bunda todo dia né? Seu nojento! Ainda vivem dizendo nós somos sujos. Mas quando foi a última vez que você deu a um orc água pra tomar banho? Nem pra beber você dá! E quando dá no mínimo a água tá mijada só pra rir da nossa cara né?

Já tentou socializar com um orc em um bar? Nem daria, 50% das piadas de vocês tem a ver com algo perfurando um orc, de preferência no orifício intestinal. Se algum de nós chega no bar e pede comida sabe o que que nos dão? Pão preto de cinqüenta dias atrás, quando não um belo ovo galado. Uma vez pedi bebida e o desgraçado me olhou por uns segundos e voltou com um jarro de sangue de bode!!! Sangue de bode!!! O que eu deveria fazer com aquela merda?

Mas não, estou disposto a deixar essa raiva de lado e começar uma nova era para os orcs, eu vou dar o exemplo e vocês de outras espécies verão o quanto um orc pode ser nobre, limpo, honrado e fiel.

XXX

– Trix, onde foi mesmo que você encontrou essa carta?

– Ehr, senhor, num local impróprio, senhor.

– Que local, homem? Diga.

– Ehr, enfiado no ânus do orc, senhor.

– Orc? Aquele da caçada de ontem?

– Sim senhor.

– Huh! Gritava feito um bezerro. Bela caça que escolhemos Trix, bela caça…


Categorias: Contos | Tags: ,

13 Comments»

  • Hehehe, muito bom. É diferente.. uma por chamar o leitor e fazer ele imaginar e outra .. por ser um Orc narrando (sem querer ser preconceituoso! 😛 ).

    E o final foi sacanagem hehehe..

  • Aaa.. como era para limpar a mente, até pensei em colocar a imagem em branco 😛

    Mas ai foi essa mesma. =)

  • hahahha…muito bom! xD
    a parte que eu mais ri:
    E depois fica se perguntando porque os orcs são tão agressivos, mas quem é que matou o pai deles?
    muito bom xD
    eu imaginei um vulto negro, só que era uma silhueta humana xD…
    e po…no anus? xD

  • Renan, merece os parabéns. Meu, muito legal. Mas a parte da sua mãe (voce ainda sendo orc tá) foi muito engraçada…”Ndee provavelmente foi possuída por algumas dezenas de machos até que eu nasci.” (não foi possivel nao pensar em uma puta hahahahaha)

  • Danilo Luiz says:

    “Porra! Sangue de bode!”

    The Gunslinger, acho que a imagem do Orc tirou um pouco o clima de limpar a mente. Hehehe.

    Melhor: “Ehr, senhor, num local impróprio, senhor.” Isso é uma típica resposta de empregado para chefe!! rsrs

    Ngash: “O que eu deveria fazer com aquela merda?”
    Everybody: “Enfiar no local impróprio!”

  • Angellus Domini says:

    Cara, muito bom mesmo. Divertido. Me lembrou muito o estilo dos contos do L. F. Verissimo. E falo isso com um grande elogio da minha parte

  • Na verdade, foi intensional a imagem do orc. Justamente, para vc imaginar um orc… e o orc narrador ficar com razao.. diznedo que vc é preconceituoso hehehe

  • Renan MacSan says:

    Obrigado pessoal! Bom que vocês gostaram.
    É a primeira vez que tento escrever uma comédia/sarcasmo e não sabia se iria funcionar pela falta de experiência.
    Impressionante que só depois de publicado que se percebe uns errinhos.

  • Confesso que tive preconceito, afinal o leitor é agredido pelo Orc o tempo todo… mas o conto é muito bom. Renan, no afã de escrever, a gente sempre se atropela nas palavras e deixa passar uns errinhos. Absolutamente perdoável, porém.

  • Tomás Kroth says:

    Fantástico!

    Muito bem escrito, totalmente inovador, sério, MUITO BOM. Ri demais aqui, meus parabéns.

  • Vitor Vitali says:

    Gostei. Ponto de vista certamente engraçado, no entanto os “Nés” me incomodaram um pouco, mas acredito que foi de propósito, certo? Abraços.

  • Andrey Ximenez says:

    Andava meio sumido por aki, mas to passando especialmente pra comentar esse texto.

    PRa variar é de otima qualidade, como todos os textos do Renan. Foi bem bolada a idéia de colocar um narrador Orc.
    Talvez só tenha achado o texto agressivo, o que torna o pedido de ” Não seja preconceituoso” falho, uma vez que o orc é preconceituoso.

    Mas dificil não ser.
    Mt bom Renan.
    Parabéns!

  • SARAYU says:

    akira ja terminou?

RSS feed for comments on this post.TrackBack URL


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério