O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(2) Moby [agenda]
(3) Prova [agenda]
(13) Burqa [poesia]
(11) Ursos [poesia]
(14) 100 [conto]

Publicado por ONEbot

– que publicou 282 textos no ONE.

Oi!

Sou o ONEbot. Se esse texto esta em meu nome, provavelmente ele foi publicado no ONE nos primórdios de sua existência.

O autor real do texto deve aparecer junto ao corpo dele, logo no incio.

>> Confira outros textos de ONEbot

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Apr
20
2010

A Humanidade e seus Hábitos

Escritor: Arjan Goes Tinoco

a-humanidade-e-seus-habitos

– Podemos dizer que na metade do século XXI a ciência finalmente derrubou o cristianismo. Por isso que alteramos a divisão da história ocidental: A idade média vai da queda do Império Romano do ocidente, no século V, até o dia 15 de fevereiro de 2056, quando ocorreu a tomada do vaticano. É claro, ainda estuda-se a era moderna e pós-moderna, já que muitas obras foram escritas em cima destes períodos históricos conturbados e…

– Professora, desculpa, eu não estou entendendo uma coisa – interrompeu Jonas.

– Pois não?

Uma tela grande, com o rosto de Jonas, abriu-se do lado dela e ele pôde prosseguir com a pergunta.

– Eu não entendo o porquê. Por que o cristianismo era uma coisa tão ruim? Digo, houve caça às bruxas, guerras, inclusive as bases do capitalismo eram cristãs, mas as pessoas gostavam disso. Mesmo sendo, de certo modo, escravas.

– Boa pergunta, Jonas. Acontece que uma mentira, quando bem contada, acaba sendo aceita como verdade. O cristianismo tinha sim seus méritos, como o efeito do que chamavam de “fé” que posteriormente a ciência compreendeu como sendo uma forma de utilizar o poder latente da mente humana. Também tinha o senso de propósito, de pertencimento a algo, que era a crença em uma entidade suprema. A nanobiologia provou a verdade que havia nisso através da confirmação da teoria de Gaia e da grande rede mental. Ou seja, todas as poucas coisas boas que haviam no cristianismo foram superadas pela ciência, e, com o tempo, a lógica tornou-se mais poderosa.

– Então, na essência, a ciência superou a religião?

– Sim, Jonas.

– Mas, professora! Digo, eu entendo que a ciência explica tudo, é maior que tudo, é o começo e fim de tudo – Nesse momento todos os alunos gritam em uníssono “Ciência” com as mãos erguidas para cima, e em seguida voltam a suas posições anteriores – mas, sabe, eu me pergunto se…

– O quê, Jonas? Pode perguntar à vontade.

– …se a aceitação total da ciência como verdade guiadora da sociedade não virou o novo cristianismo. Digo, ela é lógica e explica tudo realmente. Só que às vezes eu tenho a impressão que o mundo em que as pessoas acreditavam em coisas menos lógicas talvez fosse menos… opressor.

Todos viram-se para Jonas, expressões de terror estampadas em seus rostos. A professora responde-o pausadamente, como se estivesse controlando uma grande fúria.

– Jonas, mais uma sugestão absurda dessas e teremos de queimá-lo na fogueira, como aconteceu com o seu pai. O que você acha?


Categorias: Contos | Tags: , , ,

21 Comments»

  • Andrey Ximenez says:

    Sinceramente, não gosto de contos futuristas.

    Mas achei interessante a comparação da ciência ter se tornado um religião tb, principalmente na ameaça de queimar alguém em uma fogueira
    =D

  • Arjan says:

    heheh sim, eu entendo. Tanto que nem me dei ao trabalho de aprofundar no contexto. A idéia foi pirar mesmo. Me incomoda essa coisa de a ciência ser verdade absoluta e inquestionável.

  • Felipe Lopez says:

    Eu gostei! \o/

    Me incomoda essa coisa de a ciência ser verdade absoluta e inquestionável. {2}

  • Samila says:

    Opa! encomoda a mim também! nossa, adorei esse conto!
    o engraçado é que volta e meia vejo-me pensando nisso, preocupada com o ‘religiosamento’ da ciência, com a vontade louca de derrubar as crenças, de derrubar deus ou qualquer outra enidade que venha a tomar seu lugar….

    enfim, você poderia fazer um romance sobre essa realidade, meu caro! Já pensou uma nova caça aos hereges, aos únicos que enxergam que a crença exarcebada na ciência os cegou….
    ah, nossa, seria muito bom!
    eis uma ideia que você deveria pensar a respeito

  • Arjan says:

    Poxa, Samila. Até que não é má idéia!
    Vou pensar mesmo a respeito! ;D
    Valeu!

  • Asami says:

    Adorei o assunto tratado no contexto futurista. Acho que eesa coisa da ciência ser verdade absoluta e inquestionável incomoda à grande maioria das pessoas. Ótimo conto 😉

  • Sanchez says:

    euri! gostei!

  • Angellus Domini says:

    Show o conto. e nao é tao futurista assim. Muitos professores ja fazem isso.

  • Gostei do conto, mas não gostei da abordagem. A lógica foi abordada como autoritarismo e não é isso.

  • Gostei desse futuro. Mas foi radical demais o final, esperava uma ameaça mais sutil, entretanto, adorei a situação.

  • Vitor Vitali says:

    A idéia é interessante, embora tenha sido tratada de forma superficial. Sinceramente, não gostei; houve pouca “literatura” no conto.

  • Zé Saika says:

    Ótima idéia. Acho que ela só precisava ser um pouco mais trabalhada.

  • Gabriel says:

    Eu gostei, embora acreditasse que pudesse ser mais desenvolvido.

    E devo admitir que senti vontade de rir no final do conto (não sei se esse era o objetivo). Achei bem irônico, coisa que gosto em textos.

    Já leu o conto “A Igreja do Diabo” do Machado de Assis?

  • LindenNerd says:

    Bem eu acho essa ideia de a ciencia tornar-se religiao num futuro um pouco pessimista de mais com a humanidade. Pessoalmente nao acho que teremos problemas com a ciencia como uma coisa unica, visto que historicamente o conhecimento humano vem se dividindo enquanto cresce, mas adorei o conto nos moldes asimovianos.

    • Samila says:

      Eu achei bem realista… na verdade, acho que as proximas guerras ideológicas poderão muito bem ser sobre torias ciênticas…
      Na Grécia já tinham filósofos que só faltavam se xingar porque discordavam em seus pensamentos sobre a realidade e a matéria…

      • Gabriel says:

        Eu acho que realmente pode vir a acontecer, mas acho que a queda da religião ainda vai demorar muito. 2056 eu achei uma data muito próxima para a tomada do Vaticano.

        • Samila says:

          Ah, isso sem dúvida é…
          o evolucionismo obteve provas irrefutáveis de sua veracidade há nos, e aqui estamos nós, ensinando criacionismo em escolas de primeiro mundo…
          vai demorar muito para a religião se ‘extinguir’…

  • Arjan says:

    Nossa, só agora fui ver os comentários da galera.
    Então deixa eu fazer algumas considerações:

    Vitor, realmente, é um conto sem “literatura”. Está mais pra uma charge em forma de texto. A idéia era essa.

    Gabriel, no final rir é opcional. Eu ri quando escrevi, mas não achei graça quando li… E não me lembro de ter lido esse conto do Machado. “A Cartomante” dele foi um que me marcou bastante.

    Gostei também das demais observações do pessoal. Na verdade, eu não acho que a ciência vá se tornar autoritária ou qualquer coisa assim, nem que as religiões fossem acabar tão cedo. Penso que a noção do que é certo e real é algo que muda completamente dependendo de quem está no poder. Se o que predomina agora é ruim, o que pode surgir pode ser ainda pior. Veja o caso da Scientologia…

    • Samila says:

      MEDA
      Scientology scares me…
      ainda bem que ainda não chegou forte aqui no brasil u_u

  • Franz Lima says:

    O enredo está muito interessante. Na verdade, o senso de dominação de um ser humano em relação a outro é algo que, para mim, não cessará jamais. E qual instrumento será usado para este domínio? A ciência, a religião ou a TV? Difícil dizer, porém algo estará lá. Dominando…
    Texto muito bom. Parabéns.

RSS feed for comments on this post.


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério