O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

Jan
07
2011

Mundos em Palavras – II

Escritor: Vinicius Maboni

mundos-em-palavras

“Tudo o que a mulher sábia aprendia, ela escrevia num livro e, quando as páginas estavam negras de tinta, ela pegava tinta branca e recomeçava a escrever.” — Karn, golem de prata

Por longas horas seguiu com o olhar a garota perdida entre as estantes. Ela caminhava descalça e parecia sempre encantada com o cenário ao seu redor. Embora fosse fácil notar que ela buscava desesperadamente por algo, também era inegável que estava feliz.

Vez ou outra ela pegava um livro, admirava sua capa e o colocava de volta em seguida, mas era sempre aquele de capa vermelha que lhe arrancava uma expressão de medo, quase ritualisticamente segurava-o alguns instantes e cuidadosamente o devolvia a estante.

Em dados instantes seus olhares se cruzavam, o que durava poucos segundos mas deixava a impressão de que alguma coisa devia ser dita, mas não haviam palavras, ela voltava então a admirar os livro um a um e ele a segui-la com o olhar.

Nos livros ela buscava fragmentos de sua alma.

Depois de ver a mesma cena inúmeras vezes, ele quis saber o que podia haver de tão ruim naquele livro vermelho. Cuidadosamente tirou-o da estante, parecia normal, tinha o desenho de um castelo grande e imponente além de ser consideravelmente maior que os outros que havia observado.

Desavisado, abriu o livro e se pôs a ler. Imediatamente foi tomado por uma sensação estranha, pensou estar cercado por uma sombra e logo imaginou estar coberto por ela. Instantes depois não sentia mais nada.

“Em um belo castelo em algum lugar bonito de um mundo pacifico vivia uma linda princesa…”

Quando  se deu por conta já se encontrava em outro lugar. O clima ali era agradável. Sob a sombra de uma árvore ao topo de uma colina, podia ver um imponente castelo. Era muito grande, quatro torres se erguiam de maneira que a nuvens baixas ocultavam seu topo. Varias janelas abertas balançavam ao vento, o que passava uma sensação de abandono.

“…então veio a maldição e todos se foram.”

As nuvens baixas sobre o castelo lhe davam uma aparência quase fantasmagórica, o que não impediu o incauto  jovem de tentar se aproximar. O caminho entre ele e o castelo era uma densa floresta cortada por uma estrada não tão distante e em poucos minutos de caminhada apressada por entre as árvores finalmente chegou a mesma.

Uma vez na estrada sentiu medo. A floresta era ainda mais densa que se podia imaginar olhando do topo da colina. Era como se não houvesse um sol, a luminosidade era fraca e o vento não chegava ali. Mas por algum motivo sabia o que tinha que fazer. Rumou em direção ao castelo e longas horas depois, finalmente chegou aos portões.

“…A princesa não poderia abandonar o reino pois levaria a luz consigo.”

O ultimo lampejo lhe trouxe cenas à mente de uma garota num belo vestido branco correndo aterrorizada, ela fugia chorando pra um lugar abstrato onde desapareceu.

Então ele entendeu, deveria avisar a garota, mas sabia que sem a conclusão da historia  não poderia sair dali. E logo não tinha mais opções a não ser entrar no castelo. Foi o que fez.

Logo após a primeira grande porta deparou-se com um imenso salão vazio. Como era comum em castelos assim, ao fim de um belo tapete vermelho havia dois exuberante tronos. Mas o que realmente chamava atenção ali eram os expressivos  quadros na parede, estes retratavam uma historia onde uma princesa fugia com lagrimas nos olhos, a imagem que deveria mostrar do que ela fugia, estava em cinzas. Alguém quis apagar a historia.

Antes mesmo de começar a buscar por uma resposta, o garoto cai de joelhos, tonto, tem imagens da biblioteca surgindo e sumindo rapidamente. Algo estava errado. A historia da princesa fugindo se repetia em diferentes formas, e sua mente trabalhava dolorosamente na busca de um meio de voltar à biblioteca. Nesse instante, tudo ficou branco. Nesse mundo de luz, uma sombra se aproxímava.

“…mas ela se foi, o medo a afugentou.”

Na biblioteca, a garota finalmente reúne coragem pra abrir o livro vermelho.

Chega uma hora em que cansada de fugir do destino, a alma passa a buscá-lo.

Continua…

24 Comments»

  • Brenda Andreia says:

    Adoro textos assim…
    Deiixaa a gente presaa a eles!
    Parabéns Vinicius!
    Mas, espero a continuaçao! ^^

  • Dee says:

    Parabéns Vinicius! Bela continuação, aguardo curiosíssima!

  • Wilker says:

    ADOOOOOOOORO! Meus parabéns Vinicius ! Estou esperando o próximo capítulo! Como também espero a continuação da Rosa Azul.

  • Hehehehe! Eu me senti assim lendo o Senhor dos Anéis.

    Eu acho simplesmente fantástico a forma como você traduz este sentimento. O conto está realmente maravilhoso.

    Parabéns por mais um belíssimo trabalho.

    E que venha as continuações o mais breve possível.

    • Vinicius Maboni says:

      Obrigadão pela força Rainier. Acho que este conto traduz o sentimento de todos aqui, diante de um bom livro. Eu não esperava uma aceitação tão grande e no Capitulo I me supreendi.

  • Asami says:

    Perfeita continuação, Vinicius… você tem a capacidade de captar o momento em um conto e descrevê-lo de forma tão singela e ao mesmo tempo apaixonante e envolvente. Ainda há o impacto e o suspense deixado no fim… amei de coração essa continuação… parabéns pelo grande escritor que você é *-*

    • Vinicius Maboni says:

      Obrigado Asami! Fico realmente muito feliz que tenha gostado. O Cap 3 sai logo logo.

  • Thainá Gomes says:

    Vinicius eu não vi q saiu to longe de casa. Mas agora eu to comentando, eu adorei essa parte, gostei mesmo, eu já te falei tudo q eu achei e tals. Então beijos e continue escrevendo bem assim.

    • Vinicius Maboni says:

      Obrigado mais uma vez pela força Thiná. Fico realmente muito feliz que goste!

  • Monnyelle says:

    Ê Vini, ficando melhor cada dia mais em… Certeza que longe vc vai…. =) Adooooro você moçooo!

  • Michele says:

    Muiito bonito o seu conto, espero ansiosa pela continuação…

    ”Chega uma hora em que cansada de fugir do destino, a alma passa a buscá-lo”…

    Amei essa frase ;D.

  • Barbara says:

    Parabéns Vinicius você escreve muito
    bem. Seus textos são maravilhosos.
    Espero ansiosa a continuação.
    “Gênio”

  • ViniciusMaboni says:

    Capitulo 3 está esperando pra entrar na agenda já. Demorei, mas finalmente terminei.

RSS feed for comments on this post.


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério