O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(2) Moby [agenda]
(3) Prova [agenda]
(13) Burqa [poesia]
(11) Ursos [poesia]
(14) 100 [conto]

Publicado por ONEbot

– que publicou 282 textos no ONE.

Oi!

Sou o ONEbot. Se esse texto esta em meu nome, provavelmente ele foi publicado no ONE nos primórdios de sua existência.

O autor real do texto deve aparecer junto ao corpo dele, logo no incio.

>> Confira outros textos de ONEbot

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Apr
29
2011

O Vírus

Escritor: Bruno Vox

o-virus

A região do leste europeu sempre sofreu com constantes guerras e conflitos, algumas quase perpétuas. Na Guerra Fria a ex-URSS, liderado pela mãe Rússia influenciou toda a parte leste da Europa. E apesar do afastamento da ex-URSS e da antiga Iugoslávia, o país do leste europeu sofreu muita influência política dos russos.

Com o fim do governo de Slobodan Milosevic a antiga Iugoslávia já decadente havia perdido várias áreas de seu território e por algumas vezes mudado o nome. A República Iugoslava teve seu fim em 2003, quando mudou o nome para Sérvia e Montenegro.

Slobodan Milosevic foi preso em 2000 por fraude em eleições e transferido em 2001 para Haia para ser julgado por crimes de guerra. Essa mudança política levou o país a buscar sua entrada na União Européia, porém, para os líderes europeus faltava algo, a prisão de Radovan Karadzic(ex-presidente da Iugoslávia) e a de Ratko Mladic(ex-chefe do exército) para a Sérvia entrar para o bloco europeu.

Em 2002 o ex-chefe do exército que participou da Guerra da Bósnia entre 1992 e 1995, Ratko Mladi?, foi capturado, mas devido ao medo do atual governo sérvio para com os militares, a captura foi em segredo e um acordo foi selado, o governo sérvio ocultou a prisão de Mladi?, com isso evitou sua transferência para Haia.

A detenção de Ratko Mladi? foi apenas por alguns meses, pois algo muito estranho aconteceu no dia 15 de janeiro de 2003 nas frias e úmidas prisões de Belgrado.

Belgrado, 10 horas do dia 14 de Janeiro de 2003

Em algum prédio antigo da cidade…

-Chegou, a encomenda dos camaradas. Veio de Londres. Estranho, pois isto não é dos russos? Uma bola de vidro com o Big Bang dentro? Que brincadeira é essa? – questionou Jankovic.

-Veio por Londres para não levantar nenhuma suspeita e o importante é o liquido que está dentro da bola de vidro – respondeu Djokovic.

-Agora é a hora de você explicar o que é isso tudo, chega de segredos, Djokovic – intimou Ivanovic.

-Claro, está chegando à hora de colocarmos o plano em ação. Na guerra fria os russos desenvolveram um vírus que deixava a vontade do infectado suscetível a terceiros, era um tipo de controle mental. O vírus age nos lobos pré-frontais, na região terciária, especificamente a parte que é responsável pelas decisões. No entanto, o projeto não foi para frente, o vírus era incontrolável e rapidamente ele se multiplicava e literalmente derretia o cérebro do infectado. Até pouco tempo o projeto estava parado, mas quando se pode decifrar o DNA o projeto foi retomado. Com modificações genéticas no vírus, agora ele foi reprogramado para atuar apenas 1 hora e morrer se diluindo no organismo do infectado, isso evita a morte da vítima e ainda por cima impede a descoberta da existência do vírus pelos inimigos. Ele atua por 7 horas, 6 horas até ele se infiltrar no cérebro e 1 hora para agir, mas isso depende do organismo, pode variar. Os efeitos são uma pequena febre e um mal estar que praticamente são ignorados pelo infectado, muitos acham que é um início de gripe, mas logo eles estarão melhor – explicou Djokovic.

– Tudo bem, entendemos, mas como usaremos o vírus para o resgate? – Perguntou Ivanovic.

Assim foi passado todo o plano de resgate do general Ratko Mladi? que seria posto em prática no dia seguinte. Mas como vão usar o vírus? E o porquê do governo russo estar ajudando os dissidentes militares sérvios?


Categorias: Contos | Tags: ,

19 Comments»

  • Bruno Vox says:

    Esse conto é um laboratório mesmo. Sem compromisso com megas continuações. 🙂

  • Felipe Lopez says:

    Eu gostei! Me lembrou um pouco da série “Fringe” do J.J. Abrams 😀

  • Legal como sketch… Se vc pesquisar mais sobre a atuação dos vírus, poderia fazer uma história muito boa. Não me leve a mau, mas liquefazer o cérebro é pegar pesado. Mas é isso aí, estou dando um toque pq gosto quando fazem isso comigo. Não se esqueça de colocar meu nome nos agradecimentos do romance.

  • Angellus Domini says:

    Liquefaça o cerebro a vontade. Mas tente achar uma doença que faça isso e a amplie. Mas realmente lembra o começo de um episodio do Fringe mesmo

  • Atreus says:

    Ouxe meu velho, nao vai continuar?

  • Rainier Morilla says:

    Bruno Vox não faz minha cabeças explodirem, liqüefaz cérebros! rsrsrs…

    Muito bom este conto, aguardo a continuação!

  • E.U Atmard says:

    Sinceramente Bruno, este não é o seu melhor conto, não deixando ainda assim de ser óptimo. Eu acho que perdeu demasiado tempo a explicar o funcionamento do vírus. Pareceu que estava a fazer aquilo que toda a gente odeia nas séries que é um personagem explicar um plano que já é do conhecimento de todos, apenas para quem está a ver perceba. Eu acho que podias ter suavizados um pouco. Mas de resto a história está muito boa, original, e deixa que pensar.
    Espero que continues esta história num futuro próximo 😀

  • Franz Lima says:

    Sinceramente, o enredo até promete. Intrigas políticas, julgamento de ex-governantes assassinos, vírus, agências secretas… mas ficou faltando algo. Apesar da introdução com conteúdo histórico e da explicação da criação do vírus, o texto perdeu um pouco do conteúdo, fato talvez gerado pela brusca interrupção da narrativa.
    Não posso contar com uma continuação, visto o tempo em que ele está parado, sem qualquer sinal de vida de seu escritor.

    • Bruno Vox says:

      Morri. hehehehehe

      Sem terminar outros, não posso continuar esse, se não vou me enrolando.

  • Alex Tzimisce says:

    Olá Bruno! Tranquilidade?
    Primeiramente, gostei do enredo, fiquei intrigado, mas concordo com o E.U Atmard e o Franz: falta algo.

    Sem falar em passagens que acho que uma descrição cairia melhor, por exemplo:
    “- Chegou, a encomenda dos camaradas. Veio de Londres. Estranho, pois isto não é dos russos? – Jankovic observava a encomenda: uma bola de vidro com o Big Bang dentro – Que brincadeira é essa? – questionou.”

    Enfim, é isso aí. Se tiver continuação, estarei aqui para ler.

  • everton campos says:

    cara voce é bom tem imaginação
    tem uma boa dinamica de texto
    e escolheu um tema legal.

    o unico mal é que o texto é disperso
    e se perde em certos pontos
    principalmente no inicio e na parte da explicação
    do virus, fica meio cansativo
    seria melhor se focar nos personagens.

    mas gostei e fiquei com vontade de ler mais.
    parabens!

  • ViniciusMaboni says:

    Gostei, textos que nos fazem repensar a historia são muito bons.
    tá de parabens meu velho.

  • Ana Bourg says:

    Tá divertido. fica particularmente legal se lido ao som da Hell March 3 do Frank Klepacki.

    Recomendo que você jogue Metro 2033. Ou leia o livro. Tem russos e ficção científica envolvidos. xD

  • Antonio de Souza says:

    Eu sou suspeito para opinar, pois sou um aficionado por pseudociência! Realmente gostei, e encorajo-o a continuar, pois acho que pode render um thriller de ficção científica MUITO BOM! Vi alguns poucos erros de concordância ao longo do texto, mas nada demais. a Simplicidade da escrita, com minúcias históricas e pouco interesse com descrições e coisas do tipo, dá ao conto uma cara de prólogo o qual corrobora minha sugestão de continuação.

    Enfim, gostei bastante!

RSS feed for comments on this post.


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério