O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(15) Orcs [poesia]

Publicado por The Gunslinger

– que publicou 1572 textos no ONE.

Ocupação: Analista de Sistemas de Colaboração, Escritor, Blogueiro.

Grupo a que é filiado: O Nerd Escritor, Blog do Gunslinger.

Base de operações: Corupá, SC – Brasil.

Interesses: Literatura, Cervejeiro, Internet, Teoria Computacional da Mente, Tiro com Arco e Futebol Americano.

Autor(es) Influênte(s): Stephen King, Bernard Cornwell, J.R.R. Tolkien, Neil Gaiman, Patrick Rothfuss, Paulo Coelho.

Livros que recomendo: A Torre Negra (Stephen King), Crônicas Saxônicas (Bernad Cornwell), Crônica do Matador do Rei (Patrick Rothfuss), O Silmarillion (J.R.R. Tolkien), Lugar Nenhum (Neil Gaiman), O Diário de um Mago (Paulo Coelho).

>> Confira outros textos de The Gunslinger

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

May
20
2013

Aproveite as pequenas coisas da vida

Enjoy the little things.

Perceba aquilo que você deixa passar na correria do dia-a-dia.

Acontecem várias coisas maneiras que podemos curtir, mas acabamos deixando de lado pois o estresse fala mais alto.

Tente lembrar dos detalhes que você deixou escapar ontem ou hoje indo e vindo do trabalho, ou da aula.

A flor que cresce no jardim do vizinho, o sorriso da criança com quem você cruzou na rua, o aroma do café quente e fresco sendo preparado, o pássaro que canta e que voa, a brisa que desmancha seu cabelo quando vira a esquina, a água da chuva que cai, se molda e segue sempre em frente.

Sempre tem algo que nos anima. Sempre nas pequenas coisas.

9 Comments»

  • Claudeir da Silva Martins says:

    Outro texto bom para se meditar no sossego. Porque é mais pura verdade. Quantas vezes deixamos de curtir a vida por causa do estresse? Não que não devemos nos preocupar com o trabalho, longe disso! Mas devemos sempre tirar um tempo para outras o entretenimento com a família, o lazer, uma boa leitura, um bom passeio no litoral, para curtir a praia e ficar vendo as ondas do mar.

    Às vezes nos esquecemos de tudo e sempre lembramos na hora errada. Ai, já era! Foi tarde demais. A melhor maneira de curtir a vida é saber como dividir o tempo. Para que ele não consuma suas forças. Relaxe! Respire fundo e curta um pouco a vida. Não que você deva ficar olhando para as nuvens, mas um lazer sempre é bem vindo para o corpo, alma e espírito.

    “A água da chuva que cai, molda e segue em frente.” 2x Sim, ela cai e molda a longo prazo a rocha. Suas gotas respingam sobre a superfície rochosa e com o tempo vai desgastando ela. Sua analise sobre o tempo foi perfeita! E é sempre nas pequenas coisas que a gente acaba encontrando inspiração para escrever textos dignos de reflexão como esse. Um forte abraço!

    • Eu sempre aplico um anti estresse no trabalho que é assim.

      Sempre que tem algo que começa a ferver meu sangue, que eu começo a ficar nervoso, irritado, qualquer coisa que me estresse.. eu me controlo, paro tudo, olho para a janela, olho para mim mesmo e penso:
      “Isso vale a pena? Isso importa tanto na minha vida a ponto de eu ficar assim? Não tem outro jeito?”

      E isso me acalma. Sério!
      Eu acabo resolvendo o problema, de uma forma mais tranquila, simplesmente por não ter ficado pilhado em relação a ele.

      • Claudeir da Silva Martins says:

        Interessante sua técnica de controle! A melhor solução para esse tipo de problema é essa mesma. Respirar com calma, contar até dez e usar algumas técnicas de relaxamento mental. No final, acabam valendo à pena. Claro, algumas funcionam bem para uns, já outras, não funcionam com precisão para outros, por isso é fundamental sempre compartilharmos uns com os outros essa questão. Será que vale a pena? Valeria a pena perder a cabeça por um problemas que às vezes nem é tão significante assim? O melhor a se fazer é manter o auto-controle, antes que o pior aconteça. Existem muitas pessoas que acabam num dia de fúria, e muitas vezes por uma questão de não conseguirem desabafar seus sentimentos, ficam acumulando como se fossem uma panela de pressão. Bom, mas isso já é outra história.

        Fiz questão de compartilhar esse texto, para que mais pessoas pudessem ler. Afinal de contas, com tanta correria e com tantas coisas para fazer. O estresse tornou-se em um dos grandes males desse século. Por isso, valeu à pena ter lido algo sobre isso. É gratificante ler textos assim, pelo visto você gosta de uma psicologia. Certo? Mas é isso, se auto-conhecer e tentar compreender alguns porquês. Sempre resultará em boas respostas e no final compreenderemos melhor nosso lado mais humano, porque todos tem seu lado humano e seu lado humano mais primitivo. E para controlar esse lado humano primitivo antes que as coisas possam sair do controle, não existe nada melhor que parar para pensar duas vezes antes de fazer… Como diz o português claro, a merda. Rsrsrsrs… Uns se utilizam da meditação, outros lêem a bíblia, alguns um bom livro, cada um com sua técnica. Eu sempre respiro fundo, fecho os olhos, relaxe os nervos e mentalizo um ambiente mais calmo.

        • As pessoas precisam entender que tudo depende apenas delas mesmas. Não é o universo em nossa volta. Não é o transito, não é o amor que me deixou, não é o usuário chato pedindo pela milésima vez para resolver o problema dele… somos apenas nós mesmos. Temos que ter esse controle sobre nós. E o primeiro passo é aceitar que o problema esta dentro de nós e que nós podemos resolver com nossos modos. Modificar o meio é sempre a solução mais fácil. Entender e se adptar é o caminho mais difícil.

          • Claudeir da Silva Martins says:

            Estou cem por cento de acordo com sua filosofia! O maior problema de uma pessoa se encontra dentro dela mesma. Inclusive, essa foi uma das razões para eu escrever sobre a diferença entre o ser e estar. Algumas pessoas são o que são e conseguem modificar o ambiente a sua volta. Enquanto ela não conseguir resolver seu problema interior, pois o maior inimigo do homem é ele mesmo. Enquanto não conseguir fazer isso, tão pouco conseguirá resolver os problemas exteriores. Pois o exterior é o reflexo do interior. Por isso sempre devemos olhar nosso espelho da alma, para vermos nosso reflexo e nossa imagem, a fim de sabermos o que está nos impedindo de resolver um problema. Por que não conseguimos isso? Por que não conseguimos aquilo? Oras, porque primeiro devemos resolver o que está dentro, nos atrapalhando. Como posso dizer, todos os dias temos que matar nossos pensamentos negativos, porque esse pensamento, tal como: Não posso, Será que vai dar? Será que dá certo? Não consigo, sou fraco e outros ai. Paro por aqui porque odeio esse tipo de pensamento. Mas, a questão é essa, as pessoas precisam reconhecer que o problema está dentro delas mesmas e apagar os pensamentos negativos de sua mente. Não dá para apagar, mas dá para pensar positivo ao invés de pensar negativo. Portanto, vamos pensar positivo e parar de ficar culpando os outros, que ai as coisas vão mudar.

            E como bem disse, também devemos compreender e nos adaptar ao ambiente. Porque sim, nós podemos modificar o espaço a nossa volta, mas tudo começa no interior. Se não consegues mudar teu interior, como poderás mudar o exterior? É um pensamento lógico e filosófico que vale a pena ser compartilhado. Esse é um dos motivos de estarmos aqui na terra.

          • Claudeir da Silva Martins says:

            E por falar nisso, saindo só um pouquinho da filosofia. Aproveito para perguntar sobre o teste do vampiro. Tem continuação pra poder ler? Oo, Mas é só isso, porque gostei muito.

          • O Teste do Vampiro não teve continuação. Não tive mais problemas com sono durante a noite. 🙂

  • Claudeir da Silva Martins says:

    Indo nessa! Outro dia irei ler e filosofar mais sobre seus textos. Estou morrendo de sono aqui… Boa noite! 🙂

RSS feed for comments on this post.


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério