O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

conto da noiteO Conto da Noite
Rituais
As pessoas trabalhavam felizes em meio aos limoeiros. Homens e mulheres contentes colhiam os frutos que surgiam abundantemente naquele lugar.

Em meio ao tumulto, um casal arrumava tempo para brincar.


Publicado por Evandro Furtado

– que publicou 95 textos no ONE.

Ocupações: Estudante de Letras (sim, isto é ocupação) e escritor amador em tempo vago.

Base de operações: Lavras/MG (por mais que eu duvide que esteja realmente aqui, às vezes).

Interesses: Cinema, música, literatura, professional wrestling e uma boa pizza se for possível.

Autores Influentes: Stephen King, Dan Brown, Agatha Christie, Paulo Coelho, Tolkien.

Objetivos: Parafraseando o Coringa de Heath Ledger: “I just do things!”

>> Confira outros textos de Evandro Furtado

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Apr
30
2014

Prompt de Escritor #65

Um homem de 85 anos morreu após cair ao tentar escapar do segundo andar da casa de repouso onde vivia na França usando uma corda feita com lençóis.

O homem forçou a abertura de uma janela que estava fechada por questões de segurança e tentou desce usando uma corda feita por ele próprio amarrando lençóis. [fonte]

Use a imaginação:

  • Imagine uma história, onde seu protagonista, idoso, depois de anos de clausura, consegue bolar o plano perfeito para a fuga. Ele sabia dos riscos, mas, para quem esta preso o que importa os riscos?! Ele colocou seu plano em execução, passo a passo bem sucedido, quando estava pendurado no lado de fora em uma corda de lençois…
  • … ele lembrou que tinha mais de 80 anos, e que a ultima vez que escalou algo em uma corda, foi no treinamento militar que fez aos 18 anos de idade.
  • … seu colega de quarto, Jhon “o lunático” McCarty, teve a idéia brilhante e maluca de que, se cortasse a corda, ajudaria seu amigo a chegar no chão mais rápido.
  • … a enfermeira do asilo, que havia sido sedada com o equivalente a três semanas de sedativos, estes guardados dentro do chinelo de pano suado do protagonista, ela acorda do torpor e vê pela janela um fugitivo pendurado no lado de fora, em um lençol.
  • Ou… pode ter sido um simples suicídio, devido a maus tratos frequentes aos idosos, um deles percebeu que não gostaria de terminar sua vida daquela forma. Para encobrir tudo, a diretoria do asilo resolveu colocar uma corda de lençois pendurada na janela, e dizer que foi um acidente do pobre velhinho, que gostava de escalar.

Estas são apenas algumas sugestões, usem a imaginação, sugiram outras idéias nos comentários e façam de tudo isso uma história! 🙂

7 Comments»

  • Evandro Furtado says:

    Esse prompt deu um pouco de dó.

  • Rodrigo says:

    Chuck Palahniuk provavelmente transformaria esse prompt em um conto assustador no qual centenas de pessoas desmaiariam enquanto estivessem lendo.

  • maria santino says:


    Gostei. Pensei no seguinte roteiro:

    1 – O velho tem alucinações que o perseguem, memórias do pacto que fez no período de guerra, para não morrer em combate.

    2- Sente que entidade vem lhe cobrar, buscar a paga pelo acordo.

    3- O velho tenta fugir daquele lugar, mas a entidade corta a corda (ou desfaz alguns nós) e lhe arrebata a alma.

    E… enquanto todos choram pelo ente querido, o herói de guerra… O velho padece em algum lugar funesto. :mrgreen:

  • maria santino says:

    Opa! Até que enfim consegui entrar aqui. Não consegui por um tempo, já estava preocupada. Bem, vou ler algo. Abraços.

  • Mister M says:

    Sacanagem, né! 🙂 Mas inovador, não é todos os dias que se vê isso.

    Pra fugir de um lugar assim, pode haver diversos fatores em mente.Tipo alguma doença mental que o faz ter alucinações. Algum psicopata que trabalha no ambiente pode ser uma causa. Pertubação maligna, retorno a infância e blá-blá…

    Cara, de onde vc tira essas idéias? Tu és escritor? Tens livro? Achei muito criativo o artigo.

RSS feed for comments on this post.


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério