O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

(0) A dura [agenda]

Publicado por antimidiablog

– que publicou 127 textos no ONE.

+ conteúdos em:

http://antimidiablog.wordpress.com

http://www.flickr.com/photos/antimidia

http://reblogador.wordpress.com

http://antimidia.tumblr.com

http://500px.com/antimidia

http://antimidiablog.blogspot.com.br

Qualquer outra informação é possível entrar em contato comigo pelo próprio O Nerd Escritor ou eder.capobianco@gmail.com.

>> Confira outros textos de antimidiablog

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Oct
03
2014

Revolta saudável sem causa e inconsequente

Imagem | Antimidia

Imagem | Antimidia

Quando o mundo é pouco é porque já se perdeu o suficiente para muito nunca ser o bastante. E vem descendo como uma avalanche de culpa que enche até os porões da alma. Um espirro vira sintoma de câncer. O primeiro passo é aceitar, reconhecer. Depois é por na mão de Deus. “Point and shoot, I know just what you mean, in a world that’s full of shit and gasoline.” Este é o melhor dos mundos possíveis. Já imaginou como seria se houvesse igualdade e justiça? Com amor e inocência. Seria um prato cheio para o tédio e consequente suicídio. Sem nada para lutar ou conquistar, todo caminho cuidadosamente traçado para a conquista do sucesso e felicidade. Para todo mundo. Sem exceção nem chance para o azar. Garantido pelo Estado. Todo mundo tem o direito de ser bonito, com filhos perfeitos e uma família linda. Não aceitamos reclamações posteriores.

O ser humano é maravilhoso, mas a internet e as redes sociais os transformam em zumbis. Zumbis são parasitas que se alimentam da vida dos outros espalhando a peste até que não haja mais hospedeiros. A caixa de Pandora é só uma lenda tola que é usada como argumento barato. Tem que pular no chiqueiro e chafurdar. “Whatever you do, don’t tell anyone.” Para ninguém ficar sabendo alguém vai ter que morrer. Você é o lobo ou o cordeiro? É um comportamento comum entre vermes. Procriar na podridão e consumir até si próprio para garantir a sobrevivência da nojeira. Você é o lobo ou o cordeiro? Comer macarrão de ovo com polpa de ketchup com a pose de um italiano que degusta o verdadeiro fettuccine al sugo. Beber um vinho português de bar como se fosse o liquor dos Deuses. Ser parte de uma massa de felizes que não se curvam à dúvida e à justiça porque a meritocracia não dá margem para este tipo de balela. Você é o lobo ou o cordeiro?

My generation’s for sale,

Beats a steady job.

How much have you got?

My generation don’t trust no one,

Its hard to blame,

Not even ourselves.

The thing that’s real for us is fortune and fame,

All the rest seems like work.”

Lamento informar, mas existe unanimidade. Ninguém quer. Então automaticamente ninguém faz nada, logo, nada acontece. O que fica de herança é um bando de atrapalhados que acabam tendo que se contorcer para não dizer o óbvio: o Sarney não foi e não é um bem para o Brasil. O mesmo se aplica ao Collor, ao Itamar, FHC, Lula, Dilma e os próximos, e aos anteriores também. Aqui a putaria reinou, reina e tudo indica que continuará reinando. É agora que todo mundo tira a roupa e retorna aos instintos da mãe terra na busca da ressurreição através da relação carnal mais linda e alucinante: a suruba! Seja você mesmo, não se reprima e foda-se! Foda quem está na sua frente, depois foda quem esta do seu lado e foda com que esta atrás também. Não! Não assim. Você não consegue ter um pensamento limpo porra?! A porrada esta liberada. Reclamou senta o cacete. Em Hong Kong, Nova York, Londres, São Paulo, Porto Alegre. A ordem vem de quem manda. Obedece que não tem alternativa. Você tem? Quanto mais você fugir dos seus pecados mais cansado você vai estar quando eles te alcançarem. A culpa é uma merda tão grande que já começa com cu.

Alguém uma vez disse: quando há sangue nas ruas adquira bens, portáteis. Até outro dia o PRISM e o programa de espionagem global dos Estados Unidos eram delírio de viciados em conspiração. No que será que eles estão delirando agora? Alguém por favor me mande direto para o inferno! Com um tiro na cabeça, sem eu saber, rápido e indolor. Não quero mais viver aqui se tiver que trabalhar oito horas por dia, ter mulher e filhos que tem que estudar em escolas particulares. Pagar carnês, escutar desculpas e não ter privacidade para cagar em paz. É muito dinheiro para ganhar. Não vale o investimento. Se um cidadão recebe a módica quantia de meio milhão de reais por mês tal afortunado tem, no mínimo, a obrigação de não ser um filho da puta. Quem diz isso não sou eu, é a torcida brasileira. Não interessa se de bengala, muleta, manco, se arrastando. Tem que jogar todo dia! Com a raça e vontade de quem gosta de ganhar meio milhão de reais por mês. Se não quer vai ser professor, caminhoneiro, pedreiro.

Now, I’m no mad man,

But that’s insanity

Feast before famine,

And more before family,

Goes and shows up with

More bowls and more,

Cups and the riot for the

Last hot meal erupts,

Corrupts his hard drive

Through the leanest months,

Shells out the hard cash

For the sickest stunts;

On aftershave, on gasoline,

He flips the page and turns

The scene.”

Todos os caminhos levam a lugar nenhum e a um fim desgraçado. Sem esperança parece bem mais fácil. Chegou a hora de acender o pavio e ver o caminho do rato. Mergulhar o mais fundo possível nos sonhos vendidos pelos mercadores de lavagem até afogar toda angústia de saber que você não é bom o suficiente, que não é o escolhido, que não pode haver vitória nem guerra quando só há um lado. Então o que sobra são correntes de ouro e carros de luxo. O que importa são o que os outros acham. E se eles acham que o sucesso é medido em diamantes é isso que eles vão ter. Porque não há solidão que eu não possa suportar, nem mentiras que não possa contar, ou consciência que tenha que me justificar. Porque eu posso provar doce de canela, de maracujá, do que for, desde que dê lucro. Porque eu não sou diferente de você.

No Comments»

RSS feed for comments on this post.


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério