O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

Publicado por [email protected]

– que publicou 21 textos no ONE.

1379845_4959353562121_1583219752_n

and it’s all right, if you dont wanna gooo hooome, and i’ts all right if dont wanna be alone now…. and it’s all right

>> Confira outros textos de [email protected]

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Apr
06
2015

Um carro branco

14032-MLB4239764763_042013-O

 

Há um carro branco estacionado na esquina de casa. Um carro limpo, lindo, de aspecto libertino. Esperando um guia que o faça jus. Não sou de roubar coisas mas tal carro é uma espécie de alma clandestina em terras nada afáveis. Eu também sou uma espécie de alma clandestina em terras nada afáveis. Poderia então dizer que somos almas gêmeas? Provavelmente sim. Estou voltando ao lar após um dia merda de trabalho merda. Lembro de um vídeo que assisti onde ensinam abrir carros com cadarço. Olho pros lados, ninguém por perto (sim, moro num canto curiosamente inóspto). Tiro o tênis, sinto o chulé mais denso que gás metano misturado a chorume. Preciso usar talco, galera. Novamente olho pros lados, nada. Tiro o cadarço e encaixo entre a fenda da porta esquerda. Gol! O assento é confortável mas minhas costas não ajudam. Um emprego em escritório destrói qualquer vertebral. Não é de se espantar que as pessoas cheguem ao fim da vida bem corcundas, tanto física quanto espiritualmente. HAhahahahahahaha.
– Ei, cara. Da logo a partida.
– Quê, tu fala?
– Claro.
– Jamais suspeitei que carros falassem.
– Normal. Vocês são burros mesmo.
– Seu dono sabe?
– Obviamente não.
– Sério?
– Dê logo a partida, amigo! Não temos muito tempo. Daqui a pouco a esposa vai querer jantar no outback.
– Porque quer que eu dirija?
– Tu é diferente. Raro. Quem rouba um carro com cadarço? Gostei.
Piso forte no acelerador, sinto o bicho pairar.
– Tá de sacanagem. Vai dizer que voa também.
– Why not?
Levitando posso ver meu prédio no tamanho de um noz, meu bairro encolhe como uva passa. A cidade em escala de bolacha cream cracker. Mais e mais e mais e mais distante. Varando a ionosfera.
– Escolha uma música. Detesto andar sem música.
– Nando Reis.
– Eu disse música.
– Joy Division.
** I’ve been waiting for a guide to come and take me by the hand,
Could these sensations make me feel the pleasures of a normal man? **
– Escuta, preciso ir à Lua – diz o carro – Rever uns brothers.
– Tudo bem. Gosto da Lua.
O pouso é ligeiro e simples. Somos recepcionados por seres pequenos e aparentemente simpáticos.
– Ele é terráqueo, carro?
– Sim. Me roubou com cadarço.
– Quer viver conosco, terráqueo?
– Claro! Mas como sobreviver? Não consigo respirar.
– Tu desencarnou assim que adentrou essa atmosfera.

Tchau, leitores. Vou morar com uns lunáticos. O carro branco infelizmente voltará pra Terra.


Categorias: Agenda |

No Comments»

RSS feed for comments on this post.


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério