O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

Publicado por ehvos

– que publicou 3 textos no ONE.

Apenas alguém que descobriu na arte fascinante de escrever, um mundo onde pode se desligar da realidade e assim esquecer do estresse do dia a dia.

>> Confira outros textos de ehvos

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Oct
10
2015

As Crônicas de uma Guerra III

5b2UGGTB0gA

O estrondo fez a terra tremer e as casas em nosso entorno vibrarem como se fossem desabar. Todos os soldados tinham procurado abrigo acreditando que outra saraivada de bombas seria lançada contra nós, mas aquele disparo foi o único. Eu tentava reorganizar meus homens. Gritava pedindo para voltarem aos seus lugares e ajudarem aqueles que estivessem feridos. Por sorte ninguém da minha companhia tinha sido ferido, mas o olhar de todos os soldados, inclusive o meu foi na direção da Sargento Fox que saia dos escombros de uma casa com uma criança em seus braços envolvida num pequeno cobertor sujo de sangue.

Alguns dos meus homens levava a mão sobre as cabeças, enquanto outros custavam a acreditar no que seus olhos presenciavam. O senhor da guerra não gosta de crianças, faz delas alvos fáceis em meio a um combate que não os pertence, que na realidade nem deveria estar acontecendo no quintal de suas casas. Agradecíamos pelo disparo do míssil ter errado. Pelos terroristas não terem uma boa mira, mas nossa salvação custou uma pequena vida. Uma vida que mal teve chances de conhecer um mundo de paz, com tudo aquilo que ela tem por direito.

Fox chorava copiosamente não contendo o soluçar. As lágrimas escorriam por sua face suja de poeira e terra seca. Ela estava ferida na perna esquerda, mas sua dor física não era maior que a dor do coração. Ela apertava contra seu peito aquele corpo sem vida enquanto afundava sua face ao lado do pequeno rosto sem reação de resposta. Ela tinha uma filha pequena e aquela situação foi um duro golpe na minha combatente.

A guerra sempre nos reserva momentos de muita dor, mas esse dia foi um dos muitos dias tristes que não esquecemos mais. Aquela criança Iraquiana perdeu os pais e a vida por causa da ação de homens que proclama a guerra por um Deus que não existe. Por causa da arrogância do meu País e daqueles que ganham muito dinheiro com a guerra em estado latente.

 

 

– Major Kenway, A.


Categorias: Agenda |

No Comments»

RSS feed for comments on this post.


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério