O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

Publicado por Raimundo Nonato Rodrigues

– que publicou 13 textos no ONE.

Sou ludovicense, adoro ler e escrever (é a minha grande paixão). Gostaria de divulgar os meus escritos.

>> Confira outros textos de Raimundo Nonato Rodrigues

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Feb
21
2016

O Grande Caderno Azul IX

IX
2014
Meia-noite – Os rojões multicoloridos explodem em todos canto e recantos da cidade. Minha cunhada levou Adriele para verem o espetáculo pirotécnico da praia. que se pode ver do outro lado da rua. Desejo apenas saúde.
02:5O – Minha cunhada saiu com Tia Lena para beberem cervejas na casa de umas conhecidas aqui perto na vizinhança.

Primeira manhã do ano de na III Casa Bamba / Vila Embratel
Minha cunhada na labuta de sempre, cortando as carnes para o almoço. Ainda não dormiu, mas também não está ébria.Professor saiu cedo, sem camisa. Tio Biné aparece, trouxe o notebook, bebeu uma dose de uísque que o irmão deixou guardado no armário e capou o gato. Sintonizo no canal de musica classifica no intuito de ouvir “Requiem de Mozart” – desde de antes do Natal que não trabalho no meu livro. Ontem de madrugada, tomei um susto ao perceber que nas virilhas estavam saindo uma manchas pequeninas, que deixaram-me me atônito. Professor entrou e vai apanhar o seu litro de uísque. Abaixo o volume da televisão, o coral de gatos miando ao redor dos pés da minha cunhada em pé, enquanto bate a carne. Larissa espirra na sala do computador, esta se deliciando no notbook. Meu dedo defeituoso e inchado como sempre.A cabeça preocupada com uma serie de problemas que terei de encarara, não posso me eximir.
10:10- Lendo o drama de Anne num cubículo com oito pessoas escondidas dos Nazi em Amsterdã. As vezes faço uma pequena comparação entre ele e a rusa Nina – ao menos essa ultima tinha liberdade, mas foi para Sibéria com 14 anos mas sobreviveu e tornou-se uma pintora.. Quanto a pequena e sonhadora Anne vivia recolhida entre quatro parede, em constante tensão nervosa com medo de ser descoberta e acabou descoberta e perecendo de tifo num Campo de Concentração. – Acredito que Anne sofreu mais porque não tinha liberdade, vivia com varias pessoas de caracteres diferentes sem poder desfrutar de um simples passeio pelo parque. O odor gostoso e peculiar de carne assada e o silvo da panela de pressão.

Uma tarde de domingo numa quarta-feira – Conheci um amigo de Samuca, James, amante da boa literatura num bar. Foi ótimo conhece-lo. Trocamos muitas informações literárias.
17:50 – Um pouco acima do chão, no quarto onde durmo, um pouco acima do chão. Minha cunhada dormita sentada na cadeira de macarrão na sala com o troco e o maço de cigarro que comprei para ela.


Categorias: Agenda |

No Comments»

RSS feed for comments on this post.


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério