O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

Publicado por hellensaraiva

– que publicou 1 textos no ONE.

  • Publicitária
  • Marqueteira
  • Redatora

 

>> Confira outros textos de hellensaraiva

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

Mar
01
2016

O DESTINO EXISTE?

O DESTINO EXISTE?Por: Hellen Saraiva


O grande mistério de nossa existência é sabermos se realmente temos o controle da nossa vida ou não. Ao lidarmos com a questão do Destino, muitos têm as suas opiniões onde alguns afirmam ser lúdico esse pensamento e outros acreditam que não haveria um consenso de vida sem uma trajetória traçada. De um ponto pessoal, acredito que a primeira opção seja mais válida, e que somos os autores de nossas próprias historias. Mas o que a ciência explica? De modo cientifico e devidamente testado e analisado, qual seria o mistério disso tudo? E na questão religiosa? Em que devemos acreditar afinal? É o que pretendo descobrir junto com vocês.

De forma cientifica se pararmos para analisar, a explosão do Big Bang espalhou várias partículas pelo Universo. Então, é provável que tenha uma forma de saber onde elas estão e o que elas vão fazer, já que o deslocamento e as mudanças destas já estão definidos, porque este fato foi apenas uma consequência dos fenômenos universais. E como somos partículas também, esse pensamento também caberia a nós. Olhando por esse lado, o destino existe sim! Pois a base do determinismo é exatamente essa: que um comportamento de um sistema pode ser previsto a partir das suas condições iniciais. Seguindo por essa linha de pensamento, até nossas decisões estão traçadas, porque o pensamento é um fenômeno físico, onde ocorre o deslocamento de elétrons e neurotransmissores, tendo como consequência uma trajetória previsível (Szklarz, E. e Garattoni, B., Revista SUPER INTERESSANTE).

Vendo por um ângulo religioso, algumas pessoas afirmam: Deus não deu o nosso livre-arbítrio para podermos fazer nossas próprias escolhas? Então qual o intuito do Destino nesse contexto? Nenhum, pois o foco principal desse pensamento é contraditório a definição de Destino. Fazemos as nossas escolhas, sendo elas boas ou ruins, e arcamos com as consequências delas, sejam elas positivas ou negativas. Em meio a esse raciocínio, como é possível pensar que um terrorista, tenha feito tantos atos catastróficos porque estava destinado a isso? Não, ele seguiu por aquele caminho por sua própria escolha e terá que lidar com as sequelas desta, segundo a bíblia. Entretanto, também existe a questão da Predestinação, onde tudo que acontece é devido a vontade de Deus. Os cristãos entendem a doutrina da predestinação como a salvação que Deus planejou para os homens. Contudo, isso contradiz com a ideia do livre-arbítrio, pois se Deus já decidiu nosso Destino, então porque de fazermos nossas escolhas? Não fazemos, é Ele quem faz, segundo a doutrina.

Então se baseando nesses pontos, de um modo geral, poderia se dizer que a população está num meio termo da questão. Apesar da ideia de destino parecer algo ainda muito ilusório. A crença e a esperança fazem com que, querendo ou não as pessoas deem um pouco de crédito a esse pensamento. Pois vivemos em uma sociedade culturalmente credora e supersticiosa, por isso que até mesmo aqueles que dizem não crer em nada, acabam reverenciando algo ou alguém que ao ver deles tem algum simbolismo. Exemplo, uma pessoa lê seu horóscopo que diz: “Use rosa hoje, e terás um dia maravilhoso!” A pessoa inconscientemente registra em seu cérebro que seu dia será bom, então ela terá um astral positivo, desempenhara melhor suas atividades, será mais agradável com as outras pessoas… E ao final do dia dirá: “Não é que o horóscopo acertou mesmo!”.

A crença de que nosso futuro já está determinado é parte do que somos. Seja de forma religiosa ou cientifica. O ser humano tem essa necessidade de querer acreditar que existe algo a mais em tudo, o cérebro é programado para encontrar sentido em qualquer coisa, inclusive na nossa existência.

 


Categorias: Agenda | Tags: , ,

No Comments»

RSS feed for comments on this post.


Leave a Reply

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério