O Nerd Escritor
Feed RSS do ONE

Feed RSS do ONE

Assine o feed e acompanhe o ONE.

Nerds Escritores

Nerds Escritores

Confira quem publica no ONE.

Quer publicar?

Quer publicar?

Você escreve e não sabe o que fazer? Publique aqui!

Fale com ONE

Fale com ONE

Quer falar algo? Dar dicas e tirar dúvidas, aqui é o lugar.

To Do - ONE

To Do - ONE

Espaço aberto para sugestão de melhorias no ONE.

Blog do Guns

Blog do Guns

Meus textos não totalmente literários, pra vocês. :)

Prompt de Escritor

Prompt de Escritor

Textos e idéias para sua criatividade.

Críticas e Resenhas

Críticas e Resenhas

Opinião sobre alguns livros.

Sem Assunto

Sem Assunto

Não sabemos muito bem o que fazer com estes artigos.

Fórum

Fórum

Ta bom, isso não é bem um fórum. :P

Projeto Conto em Conjunto

Projeto Conto em Conjunto

Contos em Conjunto em desenvolvimento!

Fan Page - O Nerd Escritor

Página do ONE no Facebook.

Confere e manda um Like!

@onerdescritor

@onerdescritor

Siga o Twitter do ONE!

Agenda

Agenda

Confira os contos e poemas à serem publicados.

Login

Login

Acesse a área de publicação através deste link.

conto da noiteO Conto da Noite
Rituais
As pessoas trabalhavam felizes em meio aos limoeiros. Homens e mulheres contentes colhiam os frutos que surgiam abundantemente naquele lugar.

Em meio ao tumulto, um casal arrumava tempo para brincar.


Publicado por Evandro Furtado

– que publicou 95 textos no ONE.

Ocupações: Estudante de Letras (sim, isto é ocupação) e escritor amador em tempo vago.

Base de operações: Lavras/MG (por mais que eu duvide que esteja realmente aqui, às vezes).

Interesses: Cinema, música, literatura, professional wrestling e uma boa pizza se for possível.

Autores Influentes: Stephen King, Dan Brown, Agatha Christie, Paulo Coelho, Tolkien.

Objetivos: Parafraseando o Coringa de Heath Ledger: “I just do things!”

>> Confira outros textos de Evandro Furtado

>> Contate o autor

* Se você é o autor deste texto, mas não é você quem aparece aqui...
>> Fale com ONE <<

1

Desvende os fatos históricos de A Menina Que Roubava Livros

 A Menina Que Roubava A Menina Que Roubava Livros, filme inspirado na obra de mesmo nome do escritor Markus Zusak, estreou nesta sexta-feira (31) e já é tido como um dos longas mais esperados do ano. O filme indicado ao Oscar de Melhor Trilha Sonora tem como pano de fundo as tragédias reais ocorridas durante a Segunda Guerra Mundial e o evento chamado de Holocausto.

Holocausto

O segundo livro que Liesel, personagem principal da trama, rouba em sua vida é uma obra que escapou da fogueira de livros feita pelos oficiais nazistas na cidade de Molching. Essas queimadas aconteciam devido ao pensamento que de toda expressão artística de judeus e poloneses não caracterizava a alta intelectualidade da faça ariana (vista como superior pela ideologia nazista). Essa explicação fica evidente no discurso do prefeito, que afirma que as crianças alemãs devem ficar longe desse tipo de literatura se querem se tornar inteligentes.

Liesel também assiste à passagem dos judeus por sua cidade. Esse tipo de evento, conhecido como desfile, era comum nas cidades da Alemanha. Guiados para os campos de concentração, as vítimas do holocausto eram maltratadas e obrigadas a caminhar por longas distâncias sem alimento ou água. É em uma dessas passagens que Liesel é empurrada e machucada por um oficial nazista ao se misturar com os judeus. [via Universia]

Clique no link para ler o artigo completo.

p.s: Leia a resenha do livro e do filme que o Guns fez para o ONE

Publicado por Bruno Vox em: Notícias | Tags: , , , ,
10

A Menina que Roubava Livros – Sobre o livro e o filme

A-Menina-que-Roubava-Livros

Se não estou enganado, fazem três meses que lí o livro do Markus Zusak, “A Menina Que Roubava Livros“. E devem fazer três horas que assisti a adaptação de livro para os cinemas.

Relaxem que este texto é SEM SPOILER! 🙂

a_menina_que_roubava_livros

click para comprar A Menina que Roubava Livros

Porque eu gostei de ler A Menina Que Roubava Livros?

Os motivos são vários, creio que todos que leram terão seus motivos próprios, mas eu acredito que para quem gosta de escrever, ler o livro do Zusak é uma experiência a parte.

A maneira que Zusak brincou com a escrita neste livro foi de encher os olhos. Durante a narração da história ele foi adicionando diversos elementos diferentes no texto, que foram se somando a narrativa. Por exemplo utilizar a Morte como narradora, usar um dado de sete lados para marcar acontecimentos, ter a ousadia de contar o final do livro no meio da historia, desenhar uma historia dentro de uma historia com as paginas de um livro apagado como plano de fundo, inserir no meio da narração pequenos trechos explicativos sobre varios acontecimentos.

Estes exemplos podem soar estranhos para quem não leu o livro… mas tenho certeza de que, quem já leu, vai lembrar de todas estas passagens. É uma brincadeira gostosa ler esse livro.

(more…)

Publicado por The Gunslinger em: Críticas e Resenhas | Tags: , ,
4

A Menina que Roubava Livros ganha trailer

A Menina que Roubava Livros

A Menina que Roubava Livros (The Book Thief), adaptação ao cinema do best-sellerde Markus Zusak, ganhou o seu primeiro trailer.

No original, publicado no Brasil pela editora Intrínseca, a Morte narra a história da pequena Liesel Meminger (Sophie Nélisse), uma ladra de livros a quem afeiçoa-se, rastreando seus passos de 1939 a 1943. A mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal (Geoffrey Rush e Emily Watson) se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. [via Omelete]

Veja o trailer clicando no link do Omelete.

Publicado por Bruno Vox em: Notícias | Tags: , , , , , ,

Powered by WordPress. © 2009-2014 J. G. Valério